No dia de Natal, homem em busca de dinheiro para drogas mata a mãe, vai a igreja pedir perdão e se entrega à Polícia



ilustrativa.


Um homem assassinou sua mãe por ela ter negado dinheiro para compra de drogas, foi à igreja pedir perdão e depois procurou a Polícia para confessar o crime.
Aguinaldo Alves Correa, 45 anos, foi preso em Londrina, interior do Paraná, em frente à Delegacia de Polícia da cidade. Ele se entregou por iniciativa própria, depois de ter ido a um culto pedir perdão pelo matricídio.
O crime aconteceu na madrugada do dia 25 de dezembro, num condomínio residencial. Zenir Alves Correa, 69 anos, negou o dinheiro ao filho para que ele comprasse drogas. Inconformado, ele pegou um criado mudo e jogou contra a cabeça de sua mãe, e depois usou os pés do móvel para matá-la a pauladas.
O porteiro do condomínio contou à Polícia que Aguinaldo chegou à casa por volta das 4h30, e era possível ouvir a discussão entre mãe e filho. O criminoso saiu novamente às 6h00, com o carro de sua mãe.
O corpo da idosa foi encontrado pela polícia horas depois, no início da noite. O próprio Aguinaldo ligou para a Polícia depois que o corpo foi encontrado, confessou o crime e foi à delegacia se entregar.
Em seu depoimento, Aguinaldo disse ter ido a uma igreja assistir ao culto e pedir perdão pelo crime cometido contra a própria mãe.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Pastor Silas Malafaia diz que, para obter sucesso pessoal em 2014, o segredo é “seguir orientações de Deus”





As escolhas que fazemos refletem diretamente no sucesso ou fracasso das empreitadas a que nos aventuramos. Esse princípio transcende questões religiosas, e tem ligação direta com a dinâmica da vida.
O pastor Silas Malafaia publicou artigo em que diz que o sucesso depende da compreensão dos efeitos das “decisões que [são] tomadas com a orientação de Deus e as que são tomadas sem ela”.
Planejar o ano que se inicia durante o ano que se encerra é algo comum a todas as pessoas. Avaliar erros e acertos, alinhar novas direções e tentar executar essas diretrizes é sempre uma tarefa penosa.
Para Malafaia, “quando tomamos decisões sem, antes, buscar a direção do Senhor, seguimos o nosso raciocínio lógico, deixamos que as emoções nos dirijam e tendemos a trilhar o caminho mais fácil. Consequentemente, perdemos a visão espiritual e preocupamo-nos apenas com o que é imediato”.
O pastor cita uma recomendação de Jesus para alertar sobre os riscos dessa postura: “Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir”, escreveu Malafaia, parafraseando Jesus em Mateus 6:25.
“O homem pode ser enganado pelos seus próprios desejos. Infelizmente, até cristãos se têm deixado conduzir pelos sentimentos, desejos e pelas concepções próprias, tomando atitudes precipitadas; alguns têm baseado a sua fé puramente nas emoções [...] A razão também é falha. Raramente ela poderá, sozinha, levar-nos a uma escolha acertada. Quem é dirigido só pela razão e/ou pelas emoções está fadado ao fracasso, pois suas escolhas são feitas com base apenas no que ele entende. Assim, precisamos submeter nossas escolhas e decisões a Deus e recorrer à Sua Palavra, para descobrir o melhor caminho a seguir”, orienta o pastor.
Malafaia reforça que confiar em Deus para a tomada de decisões tem um fator determinante: ele conhece o futuro, enquanto nós estamos limitados ao que se sabe sobre ontem e hoje
“Nós vivenciamos o ‘aqui e agora’, mas Deus sabe exatamente o que ocorrerá depois. O Senhor é onisciente e presciente, sabe de tudo antecipadamente. Devemos, portanto, entregar a direção da nossa vida ao nosso Criador, sendo obedientes à Sua Palavra e à Sua voz, pois o Senhor guiará os nossos passos, e o sucesso será uma consequência”, conclui o pastor.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

AOS AMADOS LEITORES DE MEUS BLOGS DESEJO A TODOS UM FELIZ ANO NOVO E AGRADEÇO A CADA UM POR ESTAR CONSOCO NO ANO DE 2013, ESPERO CONTINUEMOS JUNTOS EM 2014. DEUS ABENÇOE A TODOS OS LEITORES.

                RECEITA DE ANO NOVO




Para você ganhar belíssimo Ano Novo cor do arco-íris, ou da cor da sua paz, Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido (mal vivido talvez ou sem sentido) para você ganhar um ano não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, mas novo nas sementinhas do vir-a-ser; novo até no coração das coisas menos percebidas (a começar pelo seu interior) novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, mas com ele se come, se passeia, se ama, se compreende, se trabalha, você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita, não precisa expedir nem receber mensagens (planta recebe mensagens? passa telegramas?)
Não precisa fazer lista de boas intenções para arquivá-las na gaveta. Não precisa chorar arrependido pelas besteiras consumidas nem parvamente acreditar que por decreto de esperança a partir de janeiro as coisas mudem e seja tudo claridade, recompensa, justiça entre os homens e as nações, liberdade com cheiro e gosto de pão matinal, direitos respeitados, começando pelo direito augusto de viver.
Para ganhar um Ano Novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.

Carlos Drummond de Andrade (1902 – 1987)





C̩élia: Here's what you made happen in 2013 (CÉLIA: Veja o que você fez acontecer em 2013)


hsi-email-logo-2013.jpg





CÉLIA, 

Hoje, gostaríamos de agradecer a todos que você está fazendo e dizer um grande obrigado por tudo que você fez acontecer no ano passado.

Por causa de sua ação:

  • Escravos para crianças na Índia estão sendo dado uma voz na luta para acabar com o trabalho forçado infantil;
  • O trabalho forçado está sendo impedido sob contratos com o governo dos EUA;
  • Escravidão moderna foi criminalizado na Austrália;
  • As vítimas de tráfico em os EUA continuam a receber proteção e apoio;
  • Mídia internacional foi repleta de notícias de ativistas Caminhada Grátis vestidos como personagens de vídeo para entregar petições para Nintendo;
E há apenas duas semanas ...
  • FIFA se comprometeu a manter a escravidão moderna fora da Copa do Mundo no Catar 2022.
Obrigado por ajudar a tornar tudo isso possível. Por causa de sua dedicação, apoio e ativismo, estamos mais perto de acabar com a escravidão moderna em nossa vida Estamos ganhando força, mas nós precisamos de sua ajuda para mantê-lo ir -. Você vai ajudar? Clique aqui para doar seu tempo e conhecimento para ajudar a acabar com a escravidão moderna.

Acreditamos que cada pessoa na caminhada da comunidade livre tem algo único e valioso para oferecer. Estamos escrevendo para você, porque nós sabemos que você é um ativista comprometido que é apaixonada por acabar com a escravidão moderna.
A nossa comunidade precisa de apoio em diversas iniciativas diferentes - sua habilidade e esforço poderiam ser as peças que faltam que precisamos fazer grande mudança acontecer em garantir que os governos, empresas e pessoas em todo o mundo estabelecem acabar com a escravidão como uma prioridade em 2014.

  Clique aqui para se inscrever como voluntário para projetos Caminhada Livre.

Infelizmente, o mundo não está cheio de CÉLIA Goulart s, mas temos certeza que você conhece algumas pessoas que compartilham de sua dedicação a esta causa - você vai ter um momento para encaminhar este e-mail para eles?

Obrigado mais uma vez.

Em solidariedade,

Debra, Mich, Jess, Kamini, Sarah, Olly, Kate, Joanna, Jayde, Mika ea equipe da caminhada grátis

PS No Twitter? Siga-nos

Frente Parlamentar Evangélica estima crescimento de 30% em sua bancada para 2014




Com a proximidade das eleições de 2014, diversas projeções são feitas em relação à distribuição do poder político de país e da representatividade dos mais diversos setores da sociedade. Entre esses estão os evangélicos que, segundo estimativa da Frente Parlamentar Evangélica da Câmara dos Deputados, deve ter um crescimento de 30% em sua bancada no próximo ano.

A estimativa é de que os parlamentares ligados a igrejas evangélicas passem dos atuais 73 parlamentares para até 95 – ocupando algo em torno de 18% das cadeiras disponíveis. De acordo com especialistas, tais números são bastante prováveis, tendo em vista a força alcançada por esse segmento da sociedade, que representa atualmente 22% de toda a população brasileira.

- A presença dos evangélicos nunca foi tão grande. O debate (pautado pelo grupo) cresceu em eleições e no Legislativo – afirma a cientista política e professora da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Maria do Socorro Sousa Braga.

Alvo de diversas polêmicas em 2013, sobretudo depois que assumiu a residência da Comissão de Direitos Humanos, o deputado pastor Marcos Feliciano (PSC-SP) se coloca com um dos principais catalizadores desse crescimento.

- Minha participação na comissão despertou católicos, evangélicos e espíritas – afirma o parlamentar.

A projeção para as eleições de 2014 são também de que temas que pautam os discursos de muitos desses parlamentares evangélicos ganhem grande atenção nos debates eleitorais, como em 2010, quando caros aos evangélicos, como o aborto, pautaram a disputa direta entre Dilma Rousseff (PT) e Jose Serra (PSDB).

De acordo com o Estadão, a atenção a esses temas é reforçada por afirmações de políticos como o deputado João Campos (PSDB-GO), presidente da Frente Parlamentar Evangélica, que afirma que o grupo não deve abrir mão de seus posicionamentos, independente de seus interesses partidários.

- Sou do PSDB e meu candidato é o Aécio, mas não vou protegê-lo. Em todos os temas relacionados à defesa da vida, da família natural, à liberdade religiosa, que são valores da sociedade, os candidatos terão que se posicionar – afirma Campos.

O possível crescimento da representatividade dos evangélicos é vista com desconfiança por críticos, como o deputado e ativista gay Jean Wyllys (PSOL-RJ), que afirma que “partidos ligados aos religiosos já estão se esforçando para pautar as eleições com a temática contra o casamento gay, o aborto e a criminalização das drogas”.
Compartilhar

- Querem, de maneira geral, rebaixar o debate para questões morais e comportamentais – critica Wyllys.

Por Dan Martins, para o Gospel+

SUBLIME AMOR....: Novas oportunidades Edith Lovejoy Pierce

SUBLIME AMOR....: Novas oportunidades Edith Lovejoy Pierce: Nós abriremos o livro. Suas páginas estão em branco. Nós vamos pôr palavras nele. O livro chama-se Oportunidade e seu primeiro capítulo ...

Pensamentos para o Ano Novo. Norbert Lieth



1."...as coisas antigas já passaram..." (2 Co 5.17). O medo de viver, na verdade, origina-se na culpa e no pecado. Só quem se livrou do fardo do passado pode entrar leve e despreocupadamente pelo portal de um novo ano. Jesus Cristo é grande o suficiente para nos perdoar todos os pecados. Basta que os confessemos a Ele.
2. "...eis que se fizeram novas..." (2 Co 5.17). Alguém disse certa vez: "Um dia pode ser uma pérola, e um século, nada." Aquele que entregou sua vida a Jesus ganha a eternidade para si; quem vive sem Jesus está perdendo tudo desde agora.
3. "Oh! Tomara que me abençoes..." (1 Cr 4.10). Quando o talentoso artista Michelangelo começou a maior obra de sua vida na Capela Sistina, pintou primeiro duas mãos que abençoavam. Ele sabia o que também nós temos de saber para um novo ano: "Tudo depende da bênção de Deus".
4. "O que eu faço não o sabes agora; compreendê-lo-ás depois" (Jo 13.7).
Muitas coisas que acontecem nos parecem estranhas, muitos caminhos de Deus para conosco parecem ininteligíveis, mas na eternidade vamos entender o porquê, pois Deus jamais erra.

5. "...a vida que agora vivo na carne vivo-a na fé do Filho de Deus" (Gl 2.20b, Ed. Rev. e Corrigida). Para quem vive pela fé em Jesus, a fé de Jesus passa a se tornar efetiva: não existe fé maior do que essa. Viver com Jesus significa alcançar o alvo, pois Ele é o Autor e Consumador da fé (Hb 12.2).
6. "...faça-se a tua vontade..." (Mt 6.10b). Seguir ao Senhor com um coração íntegro e obedecer-Lhe traz bênção nunca imaginada e é o melhor pré-requisito para o sucesso espiritual. Dar finalmente o passo diante do qual vacilamos até agora nos faz felizes e nos conduz à liberdade.
7. "Sede vós semelhantes a homens que esperam pelo seu senhor" (Lc 12.36). William McDonald disse: "Não basta defender a verdade acerca de Sua vinda; essa verdade deve nos dominar". Os cristãos mais ativos e santificados são aqueles que contam com a volta de Jesus e que amam a Sua vinda. Por isso o pastor Wilhelm Busch recomendava: "Juntem-se aos crentes que esperam pela volta do Senhor". 




No Natal, milhões de cristãos da Igreja Perseguida precisam de orações; Entidade divulga lista de países mais hostis




Durante a celebração do nascimento de Jesus a entidade Christian Solidarity Worldwide (CSW) pede aos cristãos que se lembrem dos irmãos perseguidos ao redor do mundo.
A CSW publicou uma lista de países onde cristãos sofrem perseguição religiosa ou são vítimas de conflitos culturais que resultam em ameaças e mortes.
A lista de oração da CSW é uma intercessão para que os irmãos em Cristo permaneçam firmes na fé, e resistam às agressões – que tendem a aumentar em épocas de datas importantes do cristianismo.
Entre os países listados pela CSW estão nações que a perseguição a cristãos já é comum e muitas vezes, amparada por leis ou pelas autoridades, que fazem vistas grossas à questão.
Nigéria: o grupo extremista islâmico Boko Haram prega a extinção dos cristãos; Irã: vem sendo registradas invasões de igrejas e prisões de cristãos para intimidação; Vietnã: autoridades costumam usar a tradição dos cristãos de entoar hinos natalinos como argumento para prender e condenar fiéis por “evangelismo ilegal”; Egito: os cristãos coptas, minoria no país, vêm atravessando um dos períodos de perseguição mais intensa por parte de muçulmanos; Paquistão: a população cristã soma aproximadamente 2% da população do país e sofre hostilidades constantes; Bangladesh: o país vive fase de tensão social por conta das eleições em janeiro e as minorias, como os cristãos, costumam ser ameaçadas; Síria: a nação vive uma guerra civil e muitos cristãos sírios estão exilados em países vizinhos por temerem os grupos rebeldes; Sudão: cristãos e outras minorias enfrentam repressão constante. No Natal de 2012, uma muçulmana se converteu ao Evangelho e os sacerdotes que a batizaram foram presos e a igreja fechada; Indonésia: as autoridades do país fecharam centenas de igrejas nos últimos meses e desautorizou celebrações de Natal; México: conflitos entre católicos, evangélicos e seguidores de religiões indígenas já resultaram em mortes e ameaças a comunidades inteiras; Coreia do Norte: cristãos fllagrados de posse de uma Bíblia são condenados, junto com toda a família, a trabalho forçado por gerações; República Centro-Africana: os tempos de paz entre muçulmanos e cristãos foram substituídos por conflitos que, nos últimos meses, já mataram mais de mil pessoas;
Ore pelos cristãos e seus adversários em cada um desses países. Interceda pelos irmãos da Igreja Perseguida, que não gozam da liberdade de expressão e culto que existe em países como o Brasil, e peça a Deus para que os dê força para suportar a caminhada cristã e demonstrar amor ao próximo, mesmo nas situações adversas.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Atentados à bomba de radicais islâmicos iraquianos matam 37 cristãos no Natal





Dois ataques à bomba marcaram o dia de Natal no Iraque, onde 37 cristãos foram mortos por insurgentes.
Em ações separadas, os militantes muçulmanos iraquianos explodiram as bombas com o objetivo de atingir exclusivamente os cristãos, considerados infiéis pelos radicais islâmicos.
O primeiro ataque aconteceu numa feira livre de Athorien, quando uma bomba foi acionada na seção cristã da feira, matando 11 pessoas e deixando outras 21 feridas.
A segunda explosão aconteceu por meio de um carro-bomba, que explodiu ao lado de uma igreja durante a celebração de Natal e matou 37 fiéis, segundo informações da Polícia de Bagdá.
De acordo com o portal iG, os grupos radicais islâmicos do Iraque ainda não reivindicaram a autoria dos atentados, mas os últimos ataques têm sido perpretados por integrantes da Al-Qaeda.
Somente neste mês, 426 pessoas já morreram em decorrência da intolerância no Iraque. Em 2013, a soma de pessoas vítimas dos atentados terroristas chega a 8 mil, de acordo com a Organização das Nações Unidas.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Ser exemplo: a melhor forma para educar seus filhos





Hoje em dia, existem várias fórmulas e métodos que muitos pais utilizam como alternativas para educarem e influenciarem seus filhos nas mais diversas situações. Alguns preferem usar como instrumento educador o relacionamento, incluindo o diálogo nesse processo. Outros já partem automaticamente para a agressão física diante de um conflito. Mas existe também os que dizem que algo é errado, só que eles mesmos praticam os erros que não gostariam que seus filhos praticassem.
As crianças, de um modo geral, são muito observadoras. Aliás, nós adultos também temos esta mesma característica, de observarmos as atitudes de outros. Por exemplo, olhamos para as pessoas e para as instituições em todos os seus aspectos e desejamos encontrar alguém que seja exemplo de honestidade e coerência em suas posições. No ambiente familiar é a mesma coisa. Os filhos estão de olho na vida de seus pais, buscando neles a inspiração para a formação de seu caráter. Porém, quantas crianças e adolescentes estão crescendo em um ambiente familiar onde os pais lançam suas regras disciplinares, mas eles mesmos estão em falta no cumprimento delas. São pais que dizem: “Filho, não beba, não fume”, mas que são adeptos a tais práticas dentro do próprio lar.
Eles desejam a seus filhos um caminho longe de vícios, como o alcoolismo, mas consomem bebidas na frente deles. Que autoridade um pai ou uma mãe terá, se não vivenciarem o que tanto desejam para seus filhos? Nenhuma. Para ser sincero, pais que ditam algo que contradiz sua atitude pessoal, causam revolta no coração dos filhos. Quer criar seus filhos no laço da revolta? É só se basear no ditado popular que diz “Faça o que eu falo, mas não faça o que eu faço”.  Querido, somente através do exemplo é que iremos ter autoridade e crédito nas situações corriqueiras do dia a dia e também nas mais complicadas.

Há alguns que foram criados sem bons exemplos familiares e escolheram ser diferentes de seus pais. Mas esse índice é muito pequeno, pois a influência do que se vê em casa posteriormente refletirá no comportamento. Como você está educando seus filhos? Você tem sido exemplo naquilo que tem desejado para eles ou não? Se sua resposta for sim, parabéns. Continue assim, pois sua imagem será refletida neles. Se a resposta for não, então é tempo de mudanças. Comece por você mesmo. Faça uma auto-análise de suas palavras e atitudes. 
Você cumpre o que diz? Suas atitudes são coerentes com as suas palavras?Nós cristãos seguimos uma referência de vida e princípio: Jesus Cristo. Nós o seguimos e o amamos porque seu amor e estilo de vida nos conquistou. “Nós amamos porque ele nos amou primeiro” (1 João 4:19). Suas palavras combinavam com suas atitudes. Seu exemplo de amor nos marcou, e hoje, pela graça de Deus, temos a convicção que não estamos sozinhos e que temos a vida eterna. Ele é a nossa razão de viver.
Albert Schweitzer foi um teólogo, músico, filósofo e médico alemão, nascido na Alsácia, e autor de uma frase que vem a calhar neste artigo: “Dar o exemplo não é a melhor maneira de influenciar os outros – é a única.”.  Lembre-se: meras palavras cansam, atitudes marcam. Conquiste seu lar e seus filhos através de seu exemplo.


* As opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores
e não refletem, necessariamente, a opinião do Gospel Prime.





Autor(a)

Ademir Almeida

Ademir Almeida

O Missionário Ademir reside atualmente em Areado-MG e é responsável pela Congregação da Igreja Presbiteriana Independente, no bairro Parque dos Pássaros. Ele e sua esposa, Valéria, formaram-se no CTMDT (Centro de Treinamento Ministerial Diante do Trono), em Santa Luzia-MG e atualmente é estudante de Psicologia na Unifenas.

Baixa audiência no Festival Promessas é recompensa pelo desrespeito que a Globo trata os evangélicos





Eu sei que vão dizer que eu estou de implicância com a Rede Globo. Mas afinal, contra fatos não há argumentos. Certo? Então vamos aos fatos.
Desde a promoção do pastor Marco Feliciano a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados à mídia – e nela está incluída principalmente a Rede Globo – iniciou uma campanha de promoção da homossexualidade.
A militância da emissora tornou-se tão expressiva que passou a receber criticas das mais diversas lideranças religiosas contra sua programação. Estava claro a intenção de promover todo o tipo de comportamento que desvalorize a crença, principalmente em relação ao cristianismo. A emissora passou a fazer ativismo e tentar doutrinar a sociedade a ser favorável ao aborto, à homossexualidade e a liberação das drogas.
Chegou a expor crianças a beijo gay durante um dos seus programas. Usou a novela “Amor à Vida” para pregar ideologia anti-religiosa e pró-aborto e na mesma novela passou a promover a homossexualidade e, ao mesmo tempo, inseriu a participação de personagens evangélicos. Além disso, no dia em que lideres evangélicos reuniram quase 70 mil cristãos em Brasília para uma manifestação pacífica, a imprensa cobria a marcha de meia dúzia de maconheiros em São Paulo.
A Globo tem um longo histórico de impasses com os cristãos, principalmente evangélicos. Mas desde que surgiu o Festival Promessas criou-se uma expectativa de que a emissora poderia mudar sua postura. O que não aconteceu. Por isso, o resultado é o esperado: baixa audiência, críticas e a possibilidade de a emissora romper de vez com os evangélicos.
Sou crítico, confesso, mas com uma boa dose de cautela. Não critico os cantores que participaram do Promessas. Acredito que eles estão aproveitando uma oportunidade de anunciar o evangelho, apesar de achar que lhes falta postura em relação a temas polêmicos. Porém, acho que estão no direito de participar da programação ao serem convidados.
É evidente que não existe coerência entre a possibilidade de anunciar o evangelho e o desrespeito com que a emissora trata os evangélicos do país. Principalmente depois de ver a péssima qualidade como o Festival de 2013 foi preparado.
Não posso ensinar peixe a nadar, mas a emissora deveria saber que ao criticar e expor sua opinião de forma militante teria como recompensa o repúdio dos evangélicos e cristãos em geral.
Mas o problema maior em relação à postura da emissora, na clara preferência por temas degradantes, é que ela não apresenta o contraditório. Tendo a achar que existe um interesse obscuro por trás disso, pois ao censurar o contraditório acaba sugerindo um perfil progressista.
A emissora não convidará um pastor evangélico para um debate franco sobre qualquer assunto, pois para eles a opinião de um líder evangélico é sempre reacionária. Afinal, pastor evangélico nunca tem uma opinião progressiva do ponto de vista dos seus diretores e apresentadores.
Já escrevi isso aqui e reitero: a emissora têm em sua grade de programação muitas coisas que contrariam os ideais cristãos. Faz parte da agenda. É parte do objetivo da empresa na doutrinação da sociedade.
Além do mais, a Globo deu pouca importância à música gospel. Cancelou um evento poucos dias antes e fez uma apresentação chula com a participação dos cantores em Brasília. Ainda que a emissora procure aproximação com os evangélicos, ao ridicularizar pastores, agir com pouco profissionalismo e desprezar os valores que defendemos, ela acaba tendo como resultado o que se viu no último domingo: baixa audiência e muitas críticas.


* As opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos 
respectivos autores e não refletem, necessariamente, a opinião do Gospel Prime.


 Autor(a)
Michael Caceres

Michael Caceres

Conferencista, palestrante, escritor, contemplador, aprendiz e examinador de questões teológicas.

Homem é proibido de entrar em estádio por se parecer com representação de Jesus em quadros; Assista



Se parecer com a representação de Jesus é o fardo de um homem inglês de 34 anos. Fã de competições de dardos, Nathan Grindal foi barrado na porta de um estádio por sua semelhança com as pinturas que representam o Filho de Deus.
A “crucificação” começou ano passado, quando ele estava no estádio junto com outras cinco mil pessoas acompanhando um torneio de dardos. Ao ser mostrado no telão, a multidão passou a cantar o nome de Jesus, o que gerou tumulto e a segurança do estádio resolveu tirá-lo do local.
Com longos cabelos e barba, Nathan Grindal acabou banido de maneira informal do estádio de Somerset. Este ano, na tentativa de ir novamente ao torneio de dardos, foi barrado na porta.
“Foi muito intimidador. O chefe de segurança me disse que eu não iria entrar no torneio porque eles não querem que repetir o que aconteceu no ano passado. Mas não é minha culpa que eu pareço com Jesus “, lamentou em entrevista ao jornal Mirror.
O porta-voz da administração do estádio confirmou que o motivo de Nathan ser barrado era sua aparência: “Lembrando o efeito perturbador produzido por sua aparição no ano passado, os organizadores tomaram a decisão de não permitir o senhor Grindal entrar no complexo”, afirmou.
Assista ao tumulto pela aparição de Nathan “Jesus” no telão do estádio em 2012:
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Pastor Marco Feliciano critica Nelson Mandela: “Implantou a cultura da morte na África do Sul”










O pastor Marco Feliciano (PSC-SP) comentou a morte de Nelson Mandela, líder sul-africano na luta contra o apartheid, dizendo que o ex-presidente “implantou a cultura da morte” naquele país.
A afirmação foi feita durante uma entrevista ao iG nesta segunda-feira. O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias 

(CDHM) disse que a aprovação do aborto na África do Sul foi um erro de Mandela.
“Quem mata uma criança, para mim, não é meu amigo. Então Mandela implantou a cultura que chamamos de cultura da morte dentro da África do Sul [...] E até hoje os índices de aborto na África do Sul são dos maiores do mundo. Então, nesse quesito, Mandela não foi feliz”, criticou o pastor.
 
Em 1996, quando Mandela aprovou a lei do aborto na África do Sul, o país registrava altíssimas taxas de violência sexual contra a mulher, e o ex-presidente se baseou nesse indicador para aprovar a interrupção da gravidez. De acordo com as autoridades, anualmente são registrados 60 mil casos de estupro na África do Sul.
Mesmo com essa crítica, Feliciano afirmou que pretende homenagear o líder sul-africano com um voto favorável ao projeto de lei que cria cotas para negros em concursos públicos no Brasil: “Meu voto vai ser uma homenagem a Mandela”.
2014
Sobre as eleições em 2014, Feliciano afirma que só não sairá candidato à reeleição como deputado federal se houver oportunidade de se candidatar ao Senado.
Entretanto, Feliciano sabe que a disputa será apertada, pois há apenas uma vaga e esta deverá ser disputada pelo atual senador Eduardo Suplicy (PT), José Serra (PSDB), ex-governador de São Paulo, e Gilberto Kassab (PSD), ex-prefeito de São Paulo.
“Se fosse só ele [Eduardo Suplicy], entraria na disputa sem medo nenhum. Seria uma luta bonita, porque o sobrenome Suplicy está atrelado a tudo o que contraria a nós [evangélicos]”, afirmou o pastor.
A respeito da disputa pelo Palácio do Planalto, Feliciano diz que apoiará o candidato de seu partido, pastor Everaldo Pereira, e que de maneira alguma apoiará a reeleição de Dilma Rousseff (PT): “Eu não posso caminhar ao lado dela”, definiu, relembrando os compromissos contra o aborto assumidos com as lideranças evangélicas durante a campanha de 2010, e quebrados durante o mandato.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Menina de 4 anos emociona o mundo ao escrever carta para Deus e recebe resposta; Entenda






Uma menina de quatro anos de idade, consternada pela morte de sua cadela de estimação, escreveu uma carta endereçada a Deus com a ajuda de sua mãe, e a divulgação do caso emocionou milhares de pessoas ao redor do mundo.
A cadela Abbey morreu aos 14 anos de idade, por complicações de uma doença não revelada. A menina Meredith, triste pela perda, se preocupou com o tratamento que seu bicho de estimação teria no céu e tratou de escrever uma carta para Deus, pedindo que Ele cuidasse de Abbey.
“Querido Deus, O Senhor pode tomar conta da minha cadela? Ela morreu ontem e está no céu, aí com o Senhor. Fico feliz que tenha deixado ela ficar com a gente mesmo quando ficou doente. Espero que o Senhor brinque bastante com ela. Ela adora nadar e jogar bola. Para o Senhor não se confundir, estou enviando uma foto dela. Espero que reconheça logo minha cadela. Estou com muita saudade dela. -Meredith”, escreveu a menina.
Um funcionário do correio que interceptou a carta endereçada a Deus ficou tocado pelo carinho da menina pela cadela e resolveu responder, a fim de proporcionar algum conforto a Meredith.
“Querida Meredith, a Abbey chegou bem ao céu. A foto que você me enviou, ajudou muito e eu a reconheci imediatamente. Abbey não está mais doente. O espírito dela está aqui comigo, assim como está no seu coração. Ela adorou ter sido seu animal. Como não precisamos de nossos corpos no céu, não tenho bolso para guardar a sua foto. Assim, estou devolvendo-a dentro do livro para você guardar como uma lembrança da Abbey. Obrigado por sua linda carta. Com amor, Deus”, escreveu o funcionário, que presenteou Meredith com um exemplar do livro Quando um Pet Morre, de Fred Rogers, segundo o portal A Tarde.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Papa Francisco comemora seu aniversário de 77 anos em café da manhã com moradores de rua






Quatro moradores de rua, um deles levando seu cachorro de estimação, acompanharam o papa Francisco na comemoração de seu aniversário de 77 anos nessa terça-feira (17) em um café da manhã no Vaticano.
Os homens, que vivem nas ruas de Roma, numa rua de um bairro vizinho aos muros da Santa Sé, foram convidados pelo monsenhor Konrad Krajewski, esmoleiro oficial do papa, a participar da missa matinal que é celebrada diariamente pelo Papa. Após a celebração, eles forma apresentados ao papa, e tomaram café junto ao líder da Igreja Católica.
Segundo um comunicado divulgado pelo serviço de comunicação do Vaticano, o papa convidou também os funcionários da santa sé para participaram da celebração, em “um clima particularmente familiar”.
O aniversário do papa está sendo comemorado desde o último sábado, quando ele ganhou um bolo das crianças do Vaticano e soprou as velinhas junto com elas. Entre as comemorações do aniversário do papa Francisco está também a visita de uma delegação do San Lorenzo, seu time de futebol favorito argentino, de Buenos Aires.
Por Dan Martins, para o Gospel+

PLC-122 é “sepultada” pelo Senado e irá tramitar em conjunto com o novo Código Penal






Na tarde dessa terça-feira (17), o Plenário do Senado aprovou um requerimento do senador Eduardo Lopes (PRB-RJ), para que a PLC-122/2006, proposta que ficou conhecida como “projeto da homofobia”, seja apensada ao projeto de reforma do Código Penal (PLS 236/2012). Dessa forma, a PLC-122 passaria a tramitar junto com a reforma PLS-236, tendo suas discussões e votações unificadas.
O apensamento, aprovado com 29 votos favoráveis, 12 contrários e duas abstenções, motivou críticas por parte dos senadores Eduardo Suplicy (PT-SP) e Paulo Paim (PT-RS), que afirmam que a tramitação conjunta das duas propostas irá enfraquecer o debate sobre a criminalização da homofobia. O simbólico fim da PLC-122 aconteceu pouco depois da orientação feita pela presidente Dilma Rousseff ao Senado para não votar a proposta até as eleições de 2014.
Suplicy pediu a verificação de quórum para que seja realizada votação norminal do requerimento. Já Paim, afirma que o requerimento perdeu o seu objeto, uma vez que a comissão especial de senadores criada para examinar o projeto de reforma do Código Penal já aprovou, também nesta terça-feira, o relatório final elaborado pelo senador Pedro Taques.
Eduardo Lopes explicou seu requerimento afirmando que não há sentido para que as propostas tramitem separadamente, visto que tratam de assuntos correlatos. O senador Magno Malta (PR-ES) manifestou apoio a Lopes afirmando que a criminalização da homofobia depende da tipificação desse crime no Código Penal, o que justifica tal apensamento.
O apensamento da proposta foi bem recebido entre críticos da PLC-122, como o articulista cristão Paulo Teixeira, que comentou a aprovação do requerimento de Eduardo Lopes como o “sepultamento” da PLC-122.
- Com o sepultamento desse famigerado projeto de lei, as famílias brasileiras estão livres de mais um projeto que visava implantar a ditadura gay – comentou Teixeira.
Por Dan Martins, para o Gospel+

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.