Igreja evangélica é derrubada em comunidade mexicana









Autoridades municipais de San Juan Ozolotepec, em Oaxaca, México, ordenaram a derrubada de um templo evangélico e mais tarde expulsaram cerca de seis membros da congregação por apresentar uma denuncia diante a Defensoria dos Direitos Humanos do Povo de Oaxaca (DDHPO).
Conforme relatado no jornal mexicano Milenio.com, as vítimas afirmam que a repreensão sobreveio por não terem pagos os dotes exigidos como de costume para aquelas pessoas que professam uma outra religião diferente da cidade, a católica.
Os evangélicos também denunciam que o prefeito municipal ordenou cortar o fornecimento de água, impedindo assim que dezenas de famílias desfrute desse bem natural e vital para a vida.
Sergio Aquino Domínguez, pastor da congregação atacada, disse que tem buscado a intervenção da Secretaria do Governo para obter a liberdade de seus fiéis.
Segundo informa o jornal, o representante da congregação católica, fez um apelo ao governador Gabino Cué para que intervenha diante os excessos cometidos, acusando-o de “medrosa” a atuação do diretor de atenção aos conflitos religiosos na Secretaria Geral do Governo.

Portal Padom

Líder cristão é esfaqueado até a morte na Tanzânia






Um jovem líder cristão foi assassinado na Tanzânia e outros dois ficaram gravemente feridos.
cristão-esfaqueado-morte-tanzânia-elías-Lunyamila-MeshackSegundo a World Watch Monitor, homens armados com facões atacaram os cristãos durante uma vigília de adoração no Centro Cristão de Adoração Gilgal, perto do Lago Victoria.
O homem morto foi identificado como Elías Lunyamila Meshack, um líder cristão de 35 anos de idade. O bispo da igreja disse que o motivo do ataque não está claro, mas acredita que não seja um assalto.
“Eu não acho que isso foi roubo, porque o objetivo de ladrões é roubar dinheiro e outros itens, mas nada foi roubado aqui“ disse o bispo Eliabu Sentozi.
Os cristãos na Tanzânia, nos últimos anos têm sido constantemente atacados e perseguidos por extremistas muçulmanos, resultando que vários pastores e membros da igreja foram assassinados, enquanto outros crentes têm sofrido ataques com ácido. As igrejas têm sido bombardeadas ou incendiadas e suas propriedades sendo destruídas.



Jovem casal com criança de colo é assassinado a tiros a caminho de culto






Um casal que se dirigia a um culto numa igreja evangélica foi assassinado a tiros na cidade de Paulo Afonso, na Bahia.
Rafael de Jesus Silva, de 20 anos, e sua esposa Samara Alves da Silva, de 17 anos, passavam pelo bairro Tancredo Neves, quando foram abordados por dois homens numa moto.
Samara carregava um bebê no colo, e foi obrigada pelos assassinos a deixar a criança no chão antes de receber disparos na cabeça, de acordo com informações das testemunhas do crime.
Seu marido, Rafael, também foi alvejado e morreu na hora. Samara ainda foi socorrida ao pronto socorro local, onde foi constatada morte cerebral.
De acordo com informações do site Gil Leal, Rafael já havia sofrido uma tentativa de assassinato há um ano, quando levou um tiro nos glúteos. Meses depois, ele havia sido preso por suspeita de tentativa de homicídio contra um casal de idosos.

Criminalista afirma que se for comprovado que Mundial pediu a fiéis para fingirem milagres, igreja pode ser enquadrada por “associação criminosa”





A denúncia de que a Igreja Mundial estaria forjando milagres de cura e libertação para atrair novos fiéis através de manipulação e assim, aumentar sua arrecadação e financiar os programas de TV da denominação, foi tema de um artigo do advogado criminalista Euro Bento Maciel Filho.
No texto, publicado pelo site Congresso em Foco, Maciel faz considerações a respeito das implicações legais caso se confirme que a Mundial forjava milagres.
“No Brasil, o direito penal não tolera um crime cometido por algum suposto motivo religioso. O Estado deve reprimir o crime praticado nessas circunstâncias da mesma forma e com o mesmo rigor com que reprime o delito cometido em circunstâncias ‘normais’”, conceituou o advogado.
De acordo com Maciel, fazer os fiéis se passarem por “’enfermos curados, ex-drogados e aleijados’ para assim ‘conseguir convencer mais pessoas a contribuírem financeiramente’” é um crime previsto em lei. “Analisando tal comportamento sob o aspecto eminentemente penal, de forma fria e sem qualquer preocupação religiosa, tal fato, se confirmado, pode, efetivamente, ser definido como um crime previsto em nossa legislação. Sob um olhar inicial, partindo do princípio de que o ‘teatro’ promovido pelos tais falsos ‘enfermos curados, ex-drogados e aleijados’ serviria como meio para incrementar as doações, fica fácil perceber que tudo não passaria de uma grande fraude”, observou.
O criminalista ainda afirma que, “o leigo, ao menos num primeiro momento, definisse aquela conduta como crime de estelionato”, em que a “pena de prisão pode variar de um a cinco anos de reclusão, além da pena de multa”, mas pondera que, nesse caso, o crime é outro: “Como o número de vítimas seria indeterminado, a fraude eventualmente perpetrada por pastores e pelos tais falsos ‘enfermos curados, ex-drogados e aleijados’, cujo fim, na realidade, é o de retirar dinheiro do povo, poderá ser definida como crime previsto na Lei 1521/1951 (crimes contra a economia popular)”, que tem pena prevista de “06 meses a 2 anos, e multa”.
Embora a pena prevista em lei seja menor, a punição se estenderia a cada um que participou da ação e seria aplicada por um segundo crime: “É bom que se diga que não apenas os pastores, mas também os falsos ‘enfermos curados, ex-drogados e aleijados’ e todos os demais envolvidos (ou seja, todos aqueles que têm ciência da fraude) poderão ser responsabilizados criminalmente, nos termos do artigo 2º, inc. IX, da Lei 1521/51 [...] Além do crime contra a economia popular, os agentes também poderão ser responsabilizados pelo crime de associação criminosa (art. 288, caput, do Código Penal), que substituiu o antigo delito de quadrilha, cuja pena privativa de liberdade pode variar entre 1 a 3 anos de reclusão”, escreveu Maciel.
Em sua opinião, o advogado alerta para a possibilidade de a fé ser usada para manipular pessoas, mas pondera que há punições previstas em lei: “Como se vê, embora muitos tenham a igreja ou a religião como puro ‘negócio’, fato é que o abuso da crença alheia, mediante fraudes e simulações, configura crime e pode, de fato, sujeitar seus autores à pena de prisão”.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Vídeo: pastor Marco Feliciano diz que há “600 terreiros de macumba batendo tambor” por ele contra ativistas gays





Circula nas redes sociais um vídeo de uma pregação do pastor Marco Feliciano no Clama Sul, evento cristão realizado em Maringá, Paraná, no último dia 02 de novembro. Em seu discurso, o presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) afirma que existem “600 terreiros de macumba batendo tambor” a seu favor, todas as sextas-feiras.
Feliciano falava sobre a crise que atravessou quando assumiu a presidência da CDHM, e contou que recebeu a visita de um babalorixá em seu gabinete. Surpreso, Feliciano imaginou que fosse sofrer uma agressão, mas o homem afirmou que vinha em paz, para prestar apoio.
“Nunca houve tanta oração neste país. Nunca houve tantos crentes anônimos mandando mensagem de Jesus dizendo: ‘protege o Pastor Marco porque ele me representa naquele lugar’. O Brasil foi abalado pelas orações, Igreja… Quem concorda com isso? Nos primeiros dias Edmar, no meio daquele tumulto você assistiu reuniões na nossa Frente [Parlamentar Evangélica], onde estava tudo nublado, não tinha o apoio de ninguém… Meu partido tava quase ruindo porque não aguentava mais a luta […] Entrou um homem na minha sala, um baita dum… Tenho que tomar cuidado como falo… Um baita dum afrodescendente… Desse tamanho o cidadão […] O cabelo black power. Quando eu olhei pra ele, empurrei minha cadeira e pensei: ‘Tô frito! Não tão respeitando nem aqui mais’. Quando ele viu que eu fiquei apavorado ele disse: ‘Fica tranquilo que minha vinda é de paz’ […] Ele era um babalorixá […] ‘Vim do Rio de Janeiro através da minha instituição. Nós temos 600 terreiros de macumba e a nossa instituição pagou minhas passagens… Vim aqui dizer para o senhor que o senhor nos representa, porque o senhor representa a família brasileira. E pra te ajudar eu trouxe para o senhor a espada de São Jorge’ […] Olhei pra aquele trem e pensei: ‘Eu pego ou não pego?’ [… ] Na hora de ir embora ele voltou e disse: ‘Pastor, a partir de hoje ninguém mais toca no senhor…’ Eu falei: ‘Por quê?’ Não devia ter perguntado… Ele voltou, olhou para mim e disse: ‘A partir de hoje, toda a sexta feira, 600 terreiros vão estar batendo tambor para nossas entidades protegerem o senhor’ […] Quando eu fui falar, Jesus falou comigo: ‘Quem não é contra nós, é por nós’ […] Quando ele virou as costas, Jesus falou comigo: ‘Quando a Igreja não se levanta e não pode, eu levanto até demônio…”, disse o pastor, em sua pregação.
Assista:



Pai Uzeda

O babalorixá em questão é o “Pai Uzeda” (foto), do Movimento Nacional Ecumênico.  O encontro aconteceu em maio de 2013 durante a polêmica sobre a eleição do pastor como presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara. Além de entregar uma espada de São Jorge à Marco Feliciano, Uzeda também fez uma moção de apoio ao deputado evangélico.
Feliciano gerou controvérsia ao profetizar “o sepultamento dos pais de santo”. Indiferente a isso, na ocasião da moção, o babalorixá não quis criticar as falas do pastor, e limitou-se a dizer que “somente Deus, nosso Superior, poderá julgá-lo do seus atos passados, presentes e futuros”.
Leia a moção na íntegra abaixo (clique para ampliar):
mocao-apoio-marco-feliciano

Sincretismo religioso

A jornalista, missionária e colunista do Gospel+ Raquel Elana comentou o vídeo em um artigo recente, e criticou o que classificou como “confusão teológica e sincretismo religioso”.
“A surpresa não vem da parte da confusão teológica que ele incita nos ouvintes e nem no descarado sincretismo religioso. Mas no fato de clamar que o próprio Jesus lhe disse que ‘quando a Igreja não pode, Deus levanta o demônio…’ Milhares de justificativas e ‘análises’ já começaram a aparecer para o que parece ser a confirmação de um tipo diferente de apostasia e fanatismo. A audiência não só confirmava, mas com ‘glórias e aleluias’, afirmava que Deus ‘trabalha’ com satanás, quando a Igreja deixa ou não pode trabalhar”, lamentou a missionária, que trabalha com evangelização de refugiados da guerra civil na Síria.
Para Raquel Elana, a luta contra o casamento gay não deve suplantar os princípios bíblicos: “Falsos ensinos estão ganhando força no meio da Igreja porque a Igreja assim deseja. A Igreja quando é atraída pela loucura da ganância é porque a ganância já está em seu coração”, pontuou.
Leia a íntegra do artigo “Contra casamento Gay vale até ‘pacto’ com Umbanda? 600 terreiros batendo tambor para Feliciano” neste link.

Por Tiago Chagas e Renato Cavallera, para o Gospel+

Motorista de ônibus escolar é demitido por orar pela segurança de seus passageiros Avatar de Dan Martins Por Dan Martins em 7 de novembro de 2013









O motorista George Nathaniel, de 49 anos, trabalhava em ônibus escolares no distrito escolar de Burnsville-Eagan-Savage, na cidade norte americana de Minneapolis, porém foi recentemente demitido porque fazia orações pela segurança de seus passageiros no início de cada viagem para levar grupos de crianças à escola.
Nathaniel, que é também pastor evangélico, estava em seu segundo ano no cargo quando recebeu uma advertência para que não mais orasse com seus passageiros após uma denúncia a respeito de suas orações, tendo, inclusive, suas rotas de trabalhos mudadas por causa disso. Porém, ele continuou a realizar as orações, e acabou sendo demitido.
Ele considera sua demissão uma violação da sua liberdade de expressão, e afirma que não é certo “demitir um motorista por orar pela segurança das crianças”.
- Começávamos com uma música. Então, eu começava a orar e perguntava quem queria se juntar a mim na oração. Quem não queria orar, eles não tinham que orar. Eu apenas dava a eles algo construtivo e positivo para ir para a escola – relatou o motorista, em entrevista ao StarTribune.
Porém, no dia 30 de outubro, Nathaniel recebeu sua carta de demissão, afirmando ter havido queixas de material religioso no ônibus e também queixas em relação ao seu desempenho profissional.
Segundo o site The Blaze, a diretora de comunicação do distrito escolar, Ruth Dunn, se recusou a comentar sobre as orações feitas pelo motorista, mas afirmou que um ônibus escolar é “uma extensão da jornada escolar, quando se refere ao comportamento dos alunos e da equipe de apoio”.
Desde 1962, a Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu que é inconstitucional que escolas públicas incentivem orações ou outras atividades religiosas entre seus alunos. Decisões judiciais posteriores confirmaram e ampliaram a proibição de orações nas escolas incluindo também orações lideradas por representantes de escola.
O caso de Nathaniel causou uma grande repercussão e uma série de comentários tanto a favor quanto contra sua atitude de orar pelos estudantes. Sanaa Hersi, cuja família é muçulmana, é mãe de uma das crianças que eram levadas para a escola pelo motorista e disse ao StarTribune que orações cristãs “iriam confundir as crianças”, porque em sua família elas são ensinadas “a orar no caminho do Islã”.
Já Nikki Williams, cujos três filhos eram levados para a escola primária pelo motorista, afirma que a oração não o incomodava em nada, e que “se alguém está orando, as pessoas podem se incluir na oração dele ou não… os que não gostam disso podem simplesmente ignorá-lo”.
Após sua demissão, Nathaniel permanece firme em sua posição, e afirma que os cristãos não devem “se esconder no armário”. Ele ressalta ainda que “se você tem alguma coisa boa, você vai compartilhá-la com alguém”.

Por Dan Martins, para o Gospel+

Escritora lista 5 sinais de ação maligna e comenta: “Satanás transforma fraqueza em pecado”; Entenda





A professora e escritora cristã best seller Beth Moore publicou um artigo falando sobre a ação maligna contra a vida de fiéis. De acordo com Beth, mesmo que o cristão se empenhe em não pecar, brechas que podem ser usadas pelo diabo são abertas diariamente.
“Às vezes em minha vida, quando os poderes das trevas pareciam assolar mais violentamente contra mim, eram épocas em que eu não tinha amado a Deus intensamente. Eu não estava andando no pecado antes de uma das vezes que eu lutei uma das minhas batalhas mais difíceis com o reino das trevas”, escreveu a professora no site Charisma News.
Beth citou uma passagem bíblica em que o apóstolo Paulo escreve aos crentes de Corinto alertando para a possibilidade de ser influenciado pelo mal sem que se perceba a ação inimiga: “Em 2 Coríntios 11:03, o apóstolo Paulo escreveu: ‘Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo’”. A professora completou: “Como um servo dedicado de todo o coração, com sinceridade, exclusivamente a Jesus Cristo, torna-se vulnerável ​​à sedução demoníaca? Se você está pensando, certamente não é algo que o inimigo está agarrando, você está absolutamente certo. Ao mesmo tempo, eu vou lhe dizer que a ação de Satanás te pega muitas vezes no que não é pecado”.
Segundo Beth, “nenhum de nós está sempre impecável, mas onde este tipo de vítima está em causa, o inimigo mais vezes se apega à fraqueza – um local escondido de vulnerabilidade. Satanás sabe que a fraqueza pode se transformar em pecado num piscar de olhos quando expostos à quantidade certa de pressão”, alertou.
Entre as situações que podem ser usadas pelo diabo para levar um fiel ao pecado, Beth afirmou que a mais comum é a ignorância: “Sem exceção, o primeiro elemento que define os crentes quanto à sedução é a ignorância [...] Falando do sumo sacerdote que serviu no tabernáculo do Velho Testamento, o escritor de Hebreus disse: ‘Ele é capaz de lidar com cuidado com aqueles que são ignorantes e estão desgarrados, já que ele próprio está sujeito à fraqueza’. Estamos em grande risco de extravio com a ignorância e fraqueza”.
Um segundo ponto que pode levar à influência maligna, segundo Beth Moore, é a “paixão espiritual que ultrapassa o conhecimento bíblico”. De acordo com a professora de estudos bíblicos, “as Escrituras falam sobre a serpente chegar aos nossos corações através de nossas mentes (ver 2 Coríntios 11:03.). A pessoa descrita neste verso tem devoção sincera a Cristo, mas sua mente ainda é vulnerável. A maioria de nossas mentes é assim também, até que soframos um susto horrível que nos ensina a amar a Deus com toda a nossa mente e não apenas todo o nosso coração. A igreja em Corinto era apaixonada, mas não tinha o conhecimento necessário para fornecer uma base sólida”, diz Beth.
A falta de discernimento é algo descrito no artigo como um fator influente que leva as pessoas a permitirem a ação direta de satanás, diz Beth: “Estou convencida de que o discernimento é um dos critérios mais importantes na vida do crente dedicado para fornecer proteção à  sedução. A maioria das vítimas de sedução não tiveram uma história de particularmente grande discernimento”, comenta a professora. “Açoite o zombador, e os inexperientes aprenderão a prudência; repreenda o homem de discernimento, e ele obterá conhecimento (Provérbios 19:25). Aqueles que têm discernimento, não ficam na defensiva e começam a racionalizar quando são repreendidos! Em vez disso, eles ganham conhecimento”, acrescentou.
Ainda na linha do discernimento, Beth Moore afirma ainda que, conhecer os próprios erros pode ser uma grande ferramenta de prevenção às ciladas malignas: “Davi, um homem que caiu em pecado segundo a piedade, escreveu esta oração muito particular: ‘Quem pode discernir os próprios erros? Absolve-me dos que desconheço! Também guarda o teu servo dos pecados intencionais; que eles não me dominem! Então serei íntegro, inocente de grande transgressão (Salmo 19:12-13)’. Nós cometemos alguns pecados deliberadamente e presunçosamente. Comprometemos outros inadvertidamente. Os antigos fluxos de rebelião e o último do erro, da ignorância e fraqueza. Nossas fraquezas e áreas de ignorância podem levar rapidamente a pecados cometidos inadvertidamente. No entanto, a sedução de Satanás é proposital e totalmente destinado para o mal. Nada sobre isso é por acaso ou coincidência”.
Por fim, uma questão ligada à forma como lidamos com questões íntimas é citada pela professora em seu artigo sobre brechas para a ação maligna: “Estou convencida de que uma das razões que o apóstolo Paulo estava tão preocupado com a igreja de Corinto é que eles haviam sido expostos a muita falsa adoração e depravação (ver 2 Coríntios 11:04). Além disso, eles foram cercados por impiedade em suas tentativas de viver uma vida religiosa. Qualquer nível de exposição pode abrir uma porta na mente que Satanás pode decidir levar para a sua vantagem. Eu já ouvi as pessoas falarem sobre encontrar revistas pornográficas nas coisas de seu pai, quando eles eram jovens. Tal descoberta frequentemente tem um efeito enorme sobre a vida e dá a Satanás um trunfo para mais tarde”, avisa Beth Moore.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Pastor Silas Malafaia e senador Lindbergh Farias, do PT, são processados por oração durante culto






A oração do pastor Silas Malafaia pelo senador Lindbergh Farias (PT-RJ), pré-candidato ao governo do Rio de Janeiro, rendeu um processo aos dois por propaganda eleitoral antecipada.
A informação já havia sido antecipada pelo jornalista Lauro Jardim, e agora, foi confirmada pela Procuradoria Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (PRE-RJ). O procurador Maurício da Rocha Ribeiro pediu ao Tribunal Regional Eleitoral do estado (TRE-RJ) multas aos dois que variam entre R$ 5 mil a R$ 25 mil.
Segundo o portal Terra, a ação da PRE-RJ transcreve o discurso de Silas Malafaia no púlpito da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) durante um culto em que Lindbergh Farias esteve presente. Em sua fala, Malafaia fez referências a outros políticos, protestos de ativistas gays contra ele, e chama o senador petista para receber uma “oração grátis, 0800” à frente dos fiéis.
O que teria motivado a ação da PRE-RJ contra a dupla foi a insinuação do pastor de que Farias vencerá as eleições estaduais: “Quem sabe eu tô orando pelo futuro governador do Estado, um cara forte. Não custa nada, né?”, disse Malafaia na ocasião.
“A Justiça Eleitoral costuma reprimir a promoção de candidatos usando a pregação religiosa e o Ministério Público Eleitoral está confiante de que os responsáveis por essa irregularidade serão punidos pela propaganda fora do período previsto”, declarou o procurador regional eleitoral Maurício da Rocha Ribeiro.
O senador Lindbergh Farias comentou a ação da PRE-RJ e lamentou a postura adotada contra ele: “Não tem o menor fundamento. Eu não falei lá [no culto], o pastor [Silas Malafaia] não fez propaganda. Eu espero que a procuradoria tenha o mesmo critério com o candidato do governo, que usa a máquina pública, usa eventos do governo, inaugurações”, pontuou.
Em seu perfil no Twitter, Malafaia apenas ironizou o processo movido contra ele: “Piada do ano”.








Oração e votos

O colunista do Gospel+ Paulo Teixeira comentou o processo contra o pastor Silas Malafaia em um artigo publicado nesta terça-feira, 05 de novembro: “Aproxima-se o ano eleitoral e os candidatos não evangélicos começam a ‘sentir um desejo enorme por oração’. Pouco preocupados com a legislação eleitoral, eles buscam intensamente as igrejas para receberem uma oração, não no gabinete do pastor, mas diante de toda a membresia. De preferência em templos grandes, com milhares de membros”, descreveu.
Segundo Teixeira, políticos têm usado as igrejas evangélicas como palanque, de forma assumida, com o interesse de obter votos e alavancar candidaturas.
“As palavras do senador Lindbergh Farias (PT-RJ), que se diz católico, possível candidato ao governo do Rio de Janeiro, nas eleições de 2014, refletem bem isto. Ao falar de sua preferência em ir à igreja evangélica e não na católica, ele expressou: ‘Na Igreja Católica, é diferente: você não fala. Já no templo evangélico, muitas vezes há 2.000, 3.000 pessoas. Onde mais o cara tem a possibilidade de falar para 3.000 pessoas assim?’ As palavras do petista vão direto ao ponto: a oração gera visibilidade. E esta é tudo o que um candidato não evangélico quer”, comentou o colunista.
Teixeira encerra seu artigo com um alerta aos líderes evangélicos: “Mas é bom que as lideranças evangélicas de todo o Brasil estejam atentas. Tomem como parâmetro a ocorrência com o pastor Silas Malafaia [...] É lastimável tal fato, visto que  expõe desnecessariamente a igreja e sua liderança. Todo o cuidado é pouco”.
Leia a íntegra do artigo “Oração por senador do PT pode gerar multa de até R$ 25 Mil a Silas Malafaia” neste link.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Estudante gay é suspenso por rasgar Bíblia durante protesto em defesa da homossexualidade e processa escola






A discussão sobre a aceitação da homossexualidade por parte dos cristãos motiva conflitos frequentemente. Um jovem estudante gay de 18 anos foi suspenso de sua escola após rasgar uma Bíblia durante uma aula, e terminou suspenso. Agora, ele quer processar a escola.
Isaiah Smith é conhecido na Birdville High School, em North Richland Hills, Texas, como um defensor dos direitos dos homossexuais, e durante uma discussão sobre a postura bíblica a respeito da homossexualidade, terminou rasgando um exemplar das Escrituras como forma de protesto.
A direção da escola tomou conhecimento da atitude de Isaiah e o suspendeu das aulas por três dias. Inconformado, o aluno contatou um advogado da Associação Humanista Americana e entrará com uma ação contra a direção da escola.
“Na minha escola, alguns colegas gostam de dizer que ser gay é pecado e que você não pode ser gay e cristão. Eu queria trazer minha Bíblia para a escola e interpretar os livros de Levítico e Romanos, porque eles são frequentemente usados ​​para intimidar as pessoas homossexuais”, justificou-se Isaiah.
A escola se posicionou publicamente através do porta-voz Mark Thomas, que afirmou ser impedido por lei federal de falar especificamente sobre o que aconteceu, mas ressaltou que qualquer aluno que atrapalha o ambiente de aprendizagem deve ser punido de acordo com o Código de Conduta do Estudante.
Segundo Thomas, a suspensão de Isaiah não aconteceu por sua interpretação particular das passagens bíblicas, mas sim com seu comportamento, e acrescentou que a escola investigará as queixas do adolescente para descobrir se ele realmente vinha sendo incomodado por sua opção: “Posso assegurar-vos que o distrito investiga e trata todas as denúncias de assédio moral que ele recebe”, disse o porta-voz, segundo informações do site Star Telegram.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Tumulto durante vigília religiosa mata 28 pessoas e deixa 200 feridos na Nigéria


Imagens Ilustrativas.


No último fim de semana, um tumulto durante uma vigília em um centro religioso vitimou fatalmente 28 pessoas e deixou outras 200 feridas na cidade de Ukeh, na Nigéria.
Segundo a imprensa local, o tumulto começou com a chegada, aparentemente não esperada, de um grupo e políticos e candidatos a governador do estado de Anambra, onde fica localizada Ukeh. As informações divulgadas são de que houve um confronto entre apoiadores de partidos rivais nas eleições que acontecem esse mês, o que motivou o corre-corre.
O jornal Daily Times publicou relatos de testemunhas que contaram que apoiadores do senador Chris Ngige, candidato ao governo pelo All Progressives Congress, vaiaram o atual governador, Peter Gobi, e o candidato de seu partido, All Progressive Grand Alliance, Willie Obiano. Além disso, seguidores de Gobi e Obiano bloquearam a saída quando o senador tentou deixar o local.
Com o bloqueio da saída, teve início um tumulto no centro religioso, causando a morte de diversas pessoas, além de deixar centenas feridas por esmagamento e asfixia.
Por Dan Martins, para o Gospel+

Sem respeito pela família e pelas nações: governo dos EUA gasta milhões em treinamento de militantes gays no mundo inteiro





Comentário de Julio Severo: Em 1992, traduzi para o português as partes mais importantes do NSSM 200 (sigla em inglês para Memorando de Estudo de Segurança Nacional 200: Implicações do Crescimento da População Mundial para a Segurança e Interesses Externos dos EUA) preparado pelo Conselho de Segurança Nacional dos Estados Unidos em 1974.
Como seu título indica, o NSSM 200 tem muitas estratégias secretas de controle populacional exclusivamente para atender aos interesses do governo dos EUA. Esse documento, que cita abundantemente o papel estratégico da USAID nesse projeto colossal, mostra que durante várias décadas os EUA manobrou a ONU e outras agências internacionais para integrarem políticas de controle populacional no sistema de saúde internacional, inclusive no Brasil. Lamentavelmente, suas metas têm sido amplamente alcançadas, depois de décadas de desinformação e investimentos em massa. Com essa pressão, agora a ideologia de planejamento familiar, com sua pervertida propaganda de educação sexual e aborto, é sagrada no Brasil.
Hoje, a pressão dos EUA, que está aumentando seus controles, é dirigida à aceitação do homossexualismo. Em vista do imenso sucesso dos EUA na “aceitação” da ideologia do planejamento familiar no mundo inteiro, há alguma dúvida de que o governo dos EUA falhará em seus esforços para exportar e impor o “casamento” gay e a agenda gay? Por favor, leia o artigo abaixo do Conselho de Pesquisa da Família:
Se o presidente Barack Obama não respeita as opiniões dos EUA sobre casamento, o que nos faz pensar que ele respeitaria outros países? Certamente não seu projeto mais recente da USAID. Em abril, num evento que passou em grande parte despercebido pela imprensa, a Agência Internacional de Desenvolvimento dos EUA (USAID) embarcou num dos mais chocantes abusos nos últimos cinco anos do dinheiro dos americanos que pagam impostos. Com a ajuda da Fundação Levi Strauss e do milionário esquerdista Tim Gill, o governo dos EUA está gastando 11 milhões para treinar ativistas homossexuais em outros países.
O Washington Blade, jornal gay da capital federal dos EUA, louvou o governo de Obama por criar um exército de militantes internacionais de pressão política, social e legal para fazerem campanhas em favor do “casamento” de mesmo sexo, leis anti-discriminação e “direitos” homossexuais no mundo inteiro. De acordo com a USAID, a primeira fase do programa focará em países com forte influência católica: Equador, Honduras, Guatemala e outras nações em desenvolvimento que se opõem à homossexualidade.
Nesta semana, a primeira de uma séria de “treinamentos gays” da USAID ocorreu na Colômbia, um país que está sendo especificamente visado por rejeitar o “casamento” de mesmo sexo. A meta, uma porta-voz da agência diz, é ensinar as pessoas como se infiltrar no sistema político e defender leis que a maioria dos americanos, que estão pagando as despesas desse programa, não aceitam. “Esse programa poderá ser um poderoso instrumento de transformações para avançar os direitos humanos LGBT,” insistiu ela. Em essência, os americanos que pagam impostos estão sendo forçados a treinar a próxima geração de agressivos militantes homossexuais no mundo inteiro — uma exploração chocante do dinheiro dos americanos e, o que é mais importante, da confiança deles.
Para o governo de Obama, essa é apenas outra parte de sua estratégia de força bruta de intimidar os países a se submeterem. Quer seja por meio dos Estados Unidos, das embaixadas americanas ou do Departamento de Estado, o presidente Obama está liderando a campanha para subornar e coagir países pobres a aceitar sua agenda pró-homossexualismo. Nossos amigos no Family Watch International estão pedindo que as pessoas se envolvam. Eles produziram um chocante documentário que destaca o mundo tenebroso do “Imperialismo Cultural” do presidente dos EUA.
Para assistir em português ao trailer do documentário, clique aqui: http://youtu.be/lHTVITx5k9k
Para assistir ao documentário completo em português, clique aqui: http://youtu.be/HbjAFUGQ3Xg

Tecnologia israelense traz o coração em hologramas 3D nas mãos dos médicos para salvar vidas



Em Israel, avanços tecnológicos se misturam com a medicina para salvar vidas.
coração-hologramas-3d-israels fãs da série de filmes do Homem de Ferro de Hollywood estão acostumados a ver o herói Tony Stark manipular hologramas 3D para criar maravilhas cientificas. A Real View, uma empresa de holografia médica israelense está trazendo a fantasia à realidade com hologramas 3D que os médicos podem usar salvar vidas.
“Real View está desenvolvendo o que é provavelmente o sistema de visualização interativa 3D mais avançado. Nosso sistema holográfico permite que os médicos trabalhem com a anatomia real em três dimensões do paciente mostrando hologramas volumétricos precisos que flutuam no ar”, disse Aviad Kaufman, fundador e CEO da Real View.
A holografia foi inventada pelo cientista judeu Dennis Gabor, ganhador do Prêmio Nobel. Segundo o site da Real View, “Real View Imagem conseguiu inventar e desenvolver um sistema que pode receber corrente volumétrica como a ultrassom 3D ou qualquer outra estática ou corrente de volumes, convertendo em tempo real os padrões de interferência e projetando hologramas reais utilizando estes padrões de interferência”.
Durante um ensaio clínico realizado em colaboração com Phillips Healthcare do Schneider Children Medical Center de Israel, o Dr. Elchanan Bruckheimer utilizou a angiografia 3D para ajudar a reparar o coração de uma menina de 16 anos.
Segudo Bruckheimer, “Como um cardiologista intervencionista dependo de imagens médicas para me guiar através dos meus procedimentos. O primeiro dos testes em humanos de cateterismo com o sistema holográfico realizado em meu laboratório permitiu trabalhar efetivamente com hologramas ao vivo em 3D e explorar as vantagens únicas de um verdadeiro ambiente 3D. Pela primeira vez em minha carreira tive em minha mão, literalmente o coração virtual do paciente“.
Confira este vídeo para saber mais:



Portal Padom



Cristãos em todo o mundo celebraram o Dia Internacional de Oração pela Igreja Perseguida (IDOP sigla em inglês), no domingo passado, 3 de novembro e no próximo dia 10 de novembro.
cristãos-oram-igreja-perseguidoAlgumas organizações estão incentivando os cristãos a celebrar o dia de oração no dia 03 e outras no dia 10 do corrente mês, mas os organizadores dizem que os cristãos devem também fazer um esforço para orar pelos crentes perseguidos durante todo o ano. Além disso, os crentes também pode oferecer seu apoio falando da perseguição a seus representantes políticos , ou envolvendo-se em campanhas de organizações que defendem a liberdade religiosa em todo o mundo.
Jerry Dykstra, diretor de relações com a imprensa das Portas Abertas, dos EUA, disse que a oração é a “petição numero um”, que fazem dos crentes perseguidos em seu país a seus irmãos da fé de todo o mundo. Mas inclusive os que se encontram entre os cristãos que são perseguidos estão orando também pelos cristãos de outras nações onde também sofrem perseguição.
Os cristãos na Nigéria, por exemplo, oram por outros crentes perseguidos no Oriente Médio, disse Dykstra. Há um século, 20 porcento da população ao norte da África e no Oriente Médio eram cristãs, segundo a Portas Abertas, mas os seguidores de Jesus agora representam apenas quatro porcento da população e isso se deve exclusivamente por causa da perseguição que vem sofrendo.
O ministério Gospel for Asia (GFA), informou que mais de 14 mil cristãos em todo o mundo são martirizados por sua fé a cada ano, embora esse número inclua apenas os casos que foram confirmados documentalmente.
Além disso, muitos cristãos não são mortos, mas torturados, espancados, privados de alimentos ou presos. As crianças de famílias cristãs são às vezes removidas de suas escolas, e os jovens cristãos rejeitados por suas famílias. Em outros casos, as casas dos crentes são queimadas por seus perseguidores.
Jesus advertiu a sua Igreja que sofreria perseguições e tribulações“, disse o fundador e presidente da GFA, K.P. Yochanan em um comunicado. “Dezenas de milhares de crentes, missionários e pastores estão experimentando a realidade desta perseguição em sua vida diária. No entanto eles aceitam com honra por sofrer pela causa de Jesus. Que o Senhor nos leve a compartilhar a sua carga intercedendo por estes irmãos e irmãs“.
A ‘lista negra’ da Portas Abertas.
Todos os anos, a Portas Abertas pública a Lista Mundial de Vigilância, que informa as 50 nações onde os cristãos são os mais perseguidos por causa de sua fé. A Coreia do Norte ocupa o primeiro, lugar na lista dos últimos 11 anos. Ali os cristãos são arrastados, torturados, presos em campos de trabalhos forças ou executados sob o regime comunista.
Outros países entre os 10 primeis desta terrível lista mundial são, Arábia Saudita, Afeganistão, Iraque, Somália, Maldivas, Mali, Irã, Iêmen e a Eritreia.
Portal Padom

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.