Judeus alugam imóveis em Jerusalém com contratos que preveem a desocupação do local caso o Messias chegue à cidade












Jerusalém, cidade considerada sagrada por seguidores das principais religiões do mundo, abriga uma curiosidade inusitada: contratos de locação de imóveis que preveem a chegada do Messias.
Diversos contratos de aluguel de casas e estabelecimentos firmados entre proprietários e inquilinos possuem uma cláusula que obriga o locatário a desocupar o imóvel caso o Messias esperado pelos judeus chegue à cidade.
A maioria dos proprietários dos imóveis alugados sob esta condição pertencem a judeus religiosos que vivem no exterior. Estes fiéis ao judaísmo têm em mente a preocupação em participar do reinado do Messias, que construiria o terceiro templo e transformaria Israel no paraíso.
De acordo com o CS Monitor, essa expectativa dos proprietários parte das escrituras judaicas, que profetizam a paz completa em Israel, sem mais roubos, guerras e mortes, e a reconstrução do Templo de Jerusalém, atualmente reduzido ao Muro das Lamentações. Esse período, descrito como Olam Haba, ou o Mundo Vindouro, coincidiria também com o retorno de todos os judeus do mundo à sua pátria.
Como os contratos são fechados apenas entre as partes, sem a obrigação de registro junto à administração pública da cidade, não há uma estatística de quantos imóveis estão alugados sob estas condições.
Os contratos rezam ainda uma referência ao Antigo Testamento como forma de definir se o Messias chegou e o locatário precisa desocupar o imóvel. Essa medida é uma forma de evitar confusão e disputas judiciais, e foi tomada pelo exemplo da crença dos cristãos de que Jesus Cristo é o Messias. Como os judeus não o reconhecem como o Filho de Deus, seu mashiach ainda não chegou.
“Quando ele vier, nós vamos saber”, assegura uma das proprietárias.


Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Mulher descobre estar grávida de quadrigêmeos durante parto e afirma: “É uma benção”





Uma mãe de quadrigêmeos foi surpreendida durante o nascimento de suas filhas no Mississippi (EUA). Após entrar em trabalho de parto com a informação de que estava grávida de trigêmeos, Kimberly Fugate descobriu durante o parto que, na verdade, sua gestação era de gêmeos quádruplos. Ela afirma que as crianças são “uma bênção”.
Kimberly e seu marido Craig haviam sido inicialmente informados pelos médicos que ela estava tendo trigêmeos. Ela deu entrada no hospital para mulheres Winfred L. Wise com 28 semanas de gestação para a cesariana e, no meio da cirurgia, foi informada de que teria mais uma criança. Quadrigêmeos idênticos, como nesse caso, é um dos casos mais raros na medicina.
- Eles haviam chegado a três e disseram: ‘Mais pés’. Eu disse, ‘Não!’ Foi um choque instantâneo – conta Kimberly Fugate, sobre o momento em que foi informada pelos médicos de que teria quatro, e não três, filhas.
Aos 42 anos de idade, Kimberly já é mãe de uma menina de 10 anos e afirma que as crianças são “uma bênção” em sua vida, e conta que se surpreendeu até mesmo de ter engravidado. Com a probabilidade de 1 em 729.000, o nascimento de quadrigêmeos idênticos é considerado por muitos como um verdadeiro milagre.
O médico James Bofill, que cuidou de Fugate em sua gestação, disse ao jornal The Clarion Ledger que ele estava “muito envergonhado” pelo erro, e que isso nunca havia acontecido antes em sua carreira de 27 anos. Segundo o The Christian Post, ele afirma que uma das crianças “tinha conseguido se esconder atrás de suas irmãs ao longo dos ultra-sons”, evitando a detecção.
As recém-nascidas são prematuras e estão internadas no hospital em observação. A porta voz do hospital, Jennifer Hospodor, informou que “é possível que algumas ou todas as meninas estejam suficiente forte para ir para casa logo. Depende de como elas irão se desenvolver ao longo dos próximos 12 semanas”.


Por Dan Martins, para o Gosp

Na África, milicianos cristãos caçam muçulmanos e ameaçam de morte padre que refugiou fugitivos














A constante perseguição religiosa de islâmicos contra cristãos resultou numa inversão de valores e a criação de uma milícia na República Centro-Africana, que sitiou um grupo de muçulmanos em Carnot.
De acordo com a organização humanitária Médicos Sem Fronteiras, uma paróquia que serve de abrigo para os muçulmanos foi sitiada pela milícia, formada por cristãos. O grupo armado ameaça matar os muçulmanos da região, pois o país vive uma guerra civil.
Em dezembro, grupos não-muçulmanos se juntaram em milícias e tomaram o poder, derrubando os integrantes da coalizão islâmica Seleka, que governava o país há nove meses depois de um golpe que depôs o presidente François Bozizé, que professa a fé cristã.
O contra-ataque dos cristãos se tornou violento, com ameaça de morte a todos os muçulmanos. O padre que protege os adeptos do islamismo também está ameaçado de morte.
A milícia tem invadido casas de muçulmanos para revistá-los e apreender armas e outros materiais. Nessas invasões, sete pessoas foram mortas somente na última semana, e outras três ficaram feridas.
Considerado um dos países mais pobres do mundo, a República Centro-Africana tem 4,6 milhões de habitantes. Destes, 15% são muçulmanos, contra 50% de cristãos e o restante pertencentes a outros grupos religiosos. A nação se tornou alvo do Tribunal Penal Internacional, que alerta para uma iminente “limpeza étnica” promovida por cristãos contra os muçulmanos.
A presidente interina do país, Catherine Samba-Panza, declarou guerra contra os milicianos: “Eles pensam que por eu ser mulher sou fraca. Mas agora as anti-balaka que querem matar vão elas próprias ser caçadas. As milícias perderam a noção de missão e tornaram-se naquelas que matam, que pilham e que são violentas”, disse a mandatária, que foi empossada pelo Conselho Nacional de Transição do país no último mês de janeiro.


Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Produtores do filme “Son of God” cortam cenas com o diabo para evitarem comparações com Barack Obama






O filme “Son of God” (Filho de Deus, em tradução livre), uma adaptação da série The Bible (apresentada no Brasil pela TV Record) teve as cenas com o diabo cortadas para evitar que as pessoas comparassem o ator que interpretou o personagem com o presidente Barack Obama.
A estratégia dos produtores Mark Burnett e Roma Downey é que as pessoas que tiverem acesso ao filme tenham sua atenção focada na história de Jesus.
“Alguém fez uma comparação do ator com nosso presidente e, no dia seguinte, quando achei que todos estariam falando sobre Jesus, a imprensa só falava sobre satã. Para o filme, eu quero que o foco seja todo em Jesus”, afirmou Roma, fazendo referência ao ator marroquino Mohamen Mehdi Ouazanni, que interpretou o diabo.
Roma Downey interpretou Maria, mãe de Jesus, e diz que o propósito do filme não será mais sabotado por coincidências: “Agora este filme é somente sobre o filho de Deus, e o diabo não terá mais espaço na tela”, declarou.
A semelhança física entre o ator e Barack Obama suscitou especulações de que os produtores tivessem a intenção de transmitir alguma mensagem política, associando a imagem do presidente norte-americano a satanás.
No entanto, de acordo com o Hollywood Reporter, os produtores disseram apoiar o presidente e que a semelhança entre Obama e o ator era uma mera coincidência.
The Bible (A Bíblia, em português) conquistou mais de 100 milhões de espectadores ao redor do mundo, e foi muito elogiada pela crítica especializada e por teólogos. A estreia do filme Son of God, que é um resumo das cenas com Jesus na série, está marcada para o próximo dia 28 de fevereiro nos Estados Unidos. No Brasil, o lançamento ainda não tem data agendada.


Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Jovem muçulmana evangelizada por amiga se converte após Jesus revelar-se a ela em sonho



Os testemunhos de que muçulmanos se converteram ao Evangelho através de sonhos se espalham mundo afora e se tornam cada vez mais recorrentes. O relato mais recente é o de uma jovem que foi evangelizada por sua amiga, que havia sido muçulmana e alcançou a Salvação também através de sonhos.
O relato, publicado por diversos portais cristãos mundo afora, conta a história de Taline e Brielle (nomes fictícios por questão de segurança). As duas jovens mantinham uma longa amizade, e Brielle sentia o desejo de compartilhar sua experiência com Deus através de sonhos, e explicar a Taline a essência da Bíblia Sagrada e o plano divino para a Salvação do mundo através de Jesus.
Numa oportunidade, durante um happy hour, Brielle e Taline conversavam sobre coisas cotidianas, quando Taline passou a fazer perguntas sobre o Deus descrito na Bíblia. Nessa ocasião, Brielle identificou a oportunidade ideal para contá-la sobre o que havia acontecido com ela.
“Eu estava pronta. Eu estava com medo (e estava orando): ‘Senhor, o que eu posso compartilhar com ela? Como posso responder suas perguntas sobre a Bíblia?”, contou Brielle.
Durante a conversa, Brielle passou a falar sobre sua fé à amiga: “Tínhamos que entrar na Palavra, e eu comecei a orar com ela e responder a perguntas que ela tinha”, revelou a jovem, que propôs a Taline que as duas se encontrassem com um amigo que havia se convertido ao Evangelho e tinha mais conhecimento bíblico.
As duas marcaram o encontro, mas Taline resolveu cancelar, por medo de que fosse uma má ideia. No entanto, durante a noite anterior ao encontro, Taline sonhou com Jesus, que disse a ela: “Se você quiser saber mais sobre mim, você vai ir a esta reunião de amanhã”.
Ansiosa, Taline foi ao encontro e ouviu do ex-muçulmano sobre a história de Adão e Eva, e sobre os profetas que existiram ao longo do Velho Testamento, e pôde compreender porque Jesus era o plano de Deus para a Salvação.
“Agora eu entendo como Jesus é Deus”, disse Taline, que se converteu ao cristianismo. Já Brielle, pediu oração pelos cristãos em países árabes e explicou que lá, a prática da fé cristã tem uma dinâmica diferente: “A plantação de igrejas [no Oriente Médio] não se trata de um edifício. Se trata de compartilhar Jesus com as pessoas, e essas pessoas sendo convertidas, dizendo a seus amigos, e se reunindo para leitura da Palavra”.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

SALMO 121 - CLAMA AO SENHOR JESUS PARA QUE TE LIVRE DAS INVESTIDAS DE satánas.







Levantarei os meus olhos para os montes, de onde vem o meu socorro.
O meu socorro vem do Senhor que fez o céu e a terra.
Não deixará vacilar o teu pé; aquele que te guarda não tosquenejará.
Eis que não tosquenejará nem dormirá o guarda de Israel.
O Senhor é quem te guarda; o Senhor é a tua sombra à tua direita.
O sol não te molestará de dia nem a lua de noite.
O Senhor te guardará de todo o mal; guardará a tua alma.
O Senhor guardará a tua entrada e a tua saída, desde agora e para sempre.

Salmos 121:1-8



AMÉM.
DEUS SEJA LOUVADO EM NOSSAS VIDAS.
O SENHOR É O MEU PASTOR E NADA ME FALTARÁ.


Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal. 1 Timóteo 1:15

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará.
Salmos 23:1
O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará.
Salmos 23:1

A Divina Revelação do Inferno (Mary K. Baxter)







Publicado em 08/03/2012
"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito para, que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
Quem nele crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado, porque não crê no nome do unigênito Filho de Deus..." João 3:16-21

"Não, vos digo! Antes, se não se arrependerdes, todos de igual modo perecereis." Lucas 13:3

"Mas quanto aos medrosos (covardes), e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos adúlteros, e aos feiticeiros, e aos idólatras, e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre, que é a segunda morte." Apocalipse 21:8

"Os ímpios serão lançados no inferno, e todas as nações que se
esquecem de Deus." Salmos 9:17

"Não vos enganeis: Deus não se deixa escarnecer. Tudo o que o homem semear, isso também ceifará." Gálatas 6:5

"As obras da carne são conhecidas, as quais são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, pelejas, dissensões, facções, invejas, bebedices, orgias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos preveni, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus." Gálatas 5:19-21

"Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei. Gálatas 5:22-23

Chuck Norris afirma que precisa superar sua timidez para falar mais de Cristo




O famoso ator e ex-militar norte americano Chuck Norris, conhecido por seus filmes de ação e por ser campeão mundial de karatê, comentou recentemente em uma entrevista à CBN News sobre sua fé cristã. O ator afirmou que, apesar de ter derrotado vários adversários, ainda precisa vencer sua timidez para falar mais sobre Jesus.
Vindo de uma família desestruturada, e tendo crescido com um pai ausente e alcoólatra, Norris acredita que parte do plano de Deus para sua vida veio quando ele entrou pela primeira vez no mundo das artes marciais. Segundo ele, foi através o esporte que o ajudou a construir sua autoestima, além de lhe ensinar disciplina e foco.
Norris contou que sua primeira apresentação em público foi durante uma demonstração de artes marciais na Base da Força Aérea na Califórnia, diante de uma plateia de 400 pessoas, quando teve que apresentar o evento. Apesar disso, e de sua carreira como ator, ele afirma ser extremamente tímido. O ator compara sua batalha contra a timidez com as palavras do apóstolo Paulo.
Citando 2 Coríntios 10: 1, ele afirma que o apóstolo Paulo era tímido, mas que superou esse problema para proclamar o evangelho.
- O apóstolo Paulo fez o que tinha que fazer para espalhar a mensagem de Deus. Eu percebo que tenho que fazer das tripas coração para superar minha timidez – afirma o ator.
Chuck Norris falou também sobre sua trajetória de fé, e conta que quase de desviou da fé ao longo de sua trajetória, e destacou sua esposa Gena como um alicerce que o ajudou a estabelecer hábitos diários como leitura da Bíblia e oração.
Por Dan Martins, pra o Gospel+

Pastor comenta morte do cinegrafista da Band durante protestos no Rio de Janeiro



O pastor presbiteriano Solano Portela comentou no início da semana a morte do cinegrafista Santiago Andrade, da Rede Bandeirantes, que faleceu após ser atingido por um rojão detonado por manifestantes durante um protesto no Rio de Janeiro. Em seu texto, o pastor fala sobre os responsáveis sobre o ocorrido, afirmando que os militantes que detonaram o explosivo, integrantes de um grupo conhecido como Black Blocs, não são os únicos responsáveis pela morte do jornalista.
- Muitos contribuíram para essa morte e carregam parcela de culpa, não somente desse assassinato, mas de outros e dos ferimentos de tantas outras pessoas; de propriedades que vêm sendo destruídas; de ônibus queimados, trens depredados, veículos destroçados – afirma o pastor, ressaltando haverem outros grupos que são igualmente culpados por esta morte e por dezenas de agressões já registradas em manifestações.
- Santiago foi morto por aqueles que acatam e incentivam os “rolezinhos”, com uma ingenuidade doentia, como se o desrespeito às pessoas, a falta de postura civilizada e a agressão à propriedade alheia, não fizessem parte de uma incubadora maligna na qual cresce e floresce a semente da violência indiscriminada, que progredirá a agressões maiores; até a assassinatos – completa o pastor.
Portela cita ainda que “aqueles que acatam e incentivam os ‘rolezinhos’” também são culpados pela morte de Santiago, e imputa culpa também ao sistema judiciário, alguns comandantes da Polícia e aos políticos.
- Apavorar pessoas é coisa inocente? Sair atacando e beijando adolescentes e senhoras à força, não é assédio sexual? Roubar e depredar são legítimas expressões de divertimento? Muitos participantes e defensores dos rolezinhos parecem pensar assim. Carregam culpa na morte de Santiago – afiram o Portela, que ao longo de seu artigo cita a culpa de diversos setores da sociedade na morte do jornalista.
- Santiago foi morto por pessoas como eu e você, quando esquecemos as lições da história, o debacle dos impérios socialistas moribundos, as atrocidades de ditaduras cruéis que agem “em nome do povo”, e acatando filosofias e políticas de esquerda, aplaudimos os ditadorezinhos emergentes idiotas que pululam ao nosso redor – afirma.
Leia o texto do pastor na íntegra:
Santiago teve morte cerebral hoje, 10 de fevereiro de 2014. Um dos desordeiros e criminosos, que considerou um ato normal estourar bombas no meio das pessoas, já está preso. Aquele que, supostamente, colocou o explosivo no chão que culminou na morte do cinegrafista da Rede Bandeirantes de Televisão, provavelmente também já estará preso quando você estiver lendo isto. Mas quem; quem, realmente, matou o Santiago? Foram só esses dois? De jeito nenhum!
Muitos contribuíram para essa morte e carregam parcela de culpa, não somente desse assassinato, mas de outros e dos ferimentos de tantas outras pessoas; de propriedades que vêm sendo destruídas; de ônibus queimados, trens depredados, veículos destroçados – pelo estágio de desordem no qual nos encontramos, solo fértil para que Santiago viesse a morrer. É preciso que se apontem as consequências geradas por uma visão distorcida da pessoa humana; pela negligência dos limites entre o certo e o errado; pela complacência com o crime, falta de investimento em segurança, e outros tantos desvios do pensamento sadio que deveria sustentar a frágil matriz de nossa sociedade. Podemos seguir impunemente abandonando princípios e valores fundamentais de nossa sociedade judaico-cristã, provados durante séculos, como temos repetidamente testemunhando nos textos, palavras e ações de pessoas que ocupam posição de destaque ou mando em nossa nação?
Santiago foi morto por aqueles que acatam e incentivam os “rolezinhos”, com uma ingenuidade doentia, como se o desrespeito às pessoas, a falta de postura civilizada e a agressão à propriedade alheia, não fizessem parte de uma incubadora maligna na qual cresce e floresce a semente da violência indiscriminada, que progredirá a agressões maiores – até a assassinatos. Apavorar pessoas é coisa inocente? Sair atacando e beijando adolescentes e senhoras à força, não é assédio sexual? Roubar e depredar são legítimas expressões de divertimento? Muitos participantes e defensores dos rolezinhos parecem pensar assim. Carregam culpa na morte de Santiago.
Santiago foi morto por um judiciário leniente, que solta os indisputavelmente culpados. Por juízes que em vez de executarem justiça em proteção aos inocentes, jogam criminosos nas ruas, retardam o julgamento de processos. Não por coincidência, pelo menos um dos envolvidos com a morte de Santiago, tinha várias passagens pela polícia – e isso resultou em quê? Como suas prévias quebras da lei foram consideradas “de menor monta”, joga-se ele na rua, para que se envolva em coisas maiores – na morte de alguém. Sim, juízes inconsequentes são culpados do clima de violência que gera a morte de muitas pessoas, como Santiago.
Santiago foi morto por alguns comandantes da Polícia, que covardemente acatam as ordens de políticos e, sem contestação, repassam aos seus comandados diretrizes para “observar as coisas de longe” e “não se envolver” nas demonstrações e protestos, mesmo quando obviamente eles descambam para a depredação e baderna. Ordens que causam asco a qualquer cidadão de bem, quando observam as imagens, na televisão, de criminosos tocando fogo, agredindo, chutando, saqueando, enquanto a força policial só observa de longe, “cumprindo ordens”. Sim, esses que depois das violentas ações de black blocs e outros congêneres, dessa súcia repelente, declaram – “a polícia agiu exemplarmente”, sem coibir a violência, carregam culpa na morte de Santiago.
Santiago foi morto por políticos inconsequentes e imbecis, que satisfazem seus próprios ventres, preocupam-se com seus próprios interesses e, desavergonhadamente, no pleno exercício da incompetência, mantêm “diálogos” com baderneiros e criminosos; convocam a Brasília, para encontros com lideranças da nação, aqueles desocupados que claramente já se encontram à margem da lei. Políticos que, enquanto brincam com o perigo bajulando párias da sociedade, ignoram os que apenas necessitam de paz e segurança na ocupação de suas atividades diárias. Políticos que nem prestam atenção à principal função do estado, que é proporcionar segurança aos cidadãos, e deixam as pessoas de bem sucumbir dia a dia à incapacidade do governo em protegê-las dos malfeitores que tomaram conta das cidades e campos do nosso país. Esses políticos carregam intensa culpa na morte de Santiago.
Santiago foi morto por idiotas de plantão, travestidos de sociólogos e acadêmicos, que ignoram a necessidade básica da natureza humana de ser regida por lei e ordem, pois postulam que a maldade não faz assento nato no coração das pessoas. Estes que perderam a capacidade de identificar o mal. Ou por articulistas da grande imprensa que abraçam e propagam a noção irreal e deletéria de que comportamentos criminosos são apenas fruto de “pressões sociais” ou da “opressão da classe dominante”. Tais “intelectuais” são predadores que utilizam a arma da escrita e do discurso para, com suas ideias, insultar milhões de trabalhadores, aposentados e famílias que, mesmo com grandes e reconhecidas necessidades financeiras, conseguem seguir a trilha da honestidade e do trabalho, mantendo uma consciência tranquila e promovendo a paz, em vez da discórdia e dissensão. Esses intelectualoides, anões do pensar, carregam culpa pela morte de Santiago.
Santiago foi morto por religiosos espúrios que ignoram a origem divina e a realidade da justiça retributiva; que desprezam a clara rejeição às pessoas violentas encontrada nos textos sagrados, e a delegação ao estado, para combatê-las “com o poder da espada”. Religiosos que dedicam mais atenção aos criminosos do que às vitimas da violência, quer do chamado “crime organizado”, quer da criminalidade “desorganizada” que se aproveita da ausência de repressão encorajada por esses enganadores de mentes e corações. Esses não têm desculpa e carregam, também, culpa na morte de Santiago.
Santiago foi morto pelos que atualmente ocupam um poder executivo falho, fraco e maquiador da triste realidade de insegurança que reina em nosso Brasil. Governantes que não combatem de frente e sem apologias a criminalidade institucionalizada; que ignoram as fábricas de criminosos e vitrines de barbárie, que são as nossas prisões. Líderes omissos que, encastelados em suas fortalezas, ignoram que o mundo está desabando ao seu redor e acham que a tarefa de corrigir esses infernos estatais dos presídios pode tranquilamente passar à próxima geração. Como carregam, estes, culpa na morte de Santiago.
Santiago foi morto por pessoas como eu e você, quando esquecemos as lições da história, o debacle dos impérios socialistas moribundos, as atrocidades de ditaduras cruéis que agem “em nome do povo”, e acatando filosofias e políticas de esquerda, aplaudimos os ditadorezinhos emergentes idiotas que pululam ao nosso redor. Escorregamos quando votamos em políticos de partidos anacrônicos que falam no bem estar das pessoas, mas apoiam todo o descalabro e desrespeito que vivenciamos; quando encorajamos os movimentos violentos de ocupação e desrespeito às autoridades; quando não enxergamos que os “sem isso” ou “sem aquilo”, na cidade ou no campo, são constituídos por uma infeliz massa manipulada, eivada de aproveitadores, sugadores do dinheiro público, agitadores, baderneiros violentos e até assassinos profissionais, os quais, apoiados por partidos que têm na essência a destruição da própria sociedade que os gerou. Sim, se não utilizarmos a inteligência, voltarmos aos fundamentos universais que regem uma sociedade pacífica e apoiarmos candidatos que concentrem as ações do governo na sua proteção e na da sua família, estaremos todos contribuindo para a derrocada final e carregaremos a culpa da morte de Santiago e de muitos outros Santiagos que virão por aí.
Por Dan Martins, para o Gospel+


Igreja para nudistas causa polêmica por conta de cultos com pastor e fiéis peladões; Assista



Depois das praias de nudismo, a mais recente invenção dos adeptos de pouca (ou nenhuma) roupa são os cultos nudistas.
Os fiéis da igreja White Tail, em Southampton, ficam nus durante o culto, e acompanham atentamente o sermão do pastor Allen Parker, que prega também prega nu.
“Todos os frequentadores de nossa igreja são apenas seres humanos. Sem riqueza pessoal ou aparência glamorosa, todas as pessoas são iguais”, justifica o pastor Parker.
De acordo com o G1, a igreja não obriga que os frequentadores fiquem nus, e alguns fiéis optam por não tirar toda a roupa por questão de vergonha ou frio.
No entanto, boa parte dos fiéis da pequena igreja aproveitam a oportunidade de ficar à vontade enquanto ouvem o sermão. Confira no vídeo abaixo:




Líderes cristãos consagram a primeira igreja construída na Antártida




Na última quarta feira (12), uma expedição integrada por sacerdotes da Igreja Ortodoxa Russa, partiu de Moscou com o objetivo de consagrar a primeira igreja construída na Antártida. Construída em 2004 com cedro e lariço (uma espécie de conífera) a Igreja da Santíssima Trindade é considerada o único templo religioso que opera durante todo o ano na Antártida.
Segundo informações da agência de notícias Interfax, a benção para a expedição foi dada pelo bispo Iákov, que também consagrou em 2011 uma igreja no Polo Norte. A consagração do templo religioso deve acontecer nos próximos dias.
Localizado na Ilha do Rei George, o templo atrai não apenas os russos, mas também cientistas de outros países que trabalham em estações de pesquisa permanentes no continente gelado.
Por Dan Martins, para o Gospel+

REFLEXÃO PARA 16/02/2014





Porque a mensagem que ouvistes desde o princípio é esta: que nos amemos uns aos outros;

1 João 3:11

 

Pensamento: A mensagem original - amem uns aos outros. A mensagem duradoura - amem uns aos outros. A mensagem mais convincente - amem uns aos outros. A mensagem mais difícil - amem uns aos outros. Me lembro do ditado: Viver no céu com santos que amamos, será glória. Mas viver aqui em baixo com santos que conhecemos, é outra coisa. Mas, é a história que fomos chamados a escrever com nossas vidas! É a mensagem duradoura de Deus que Ele quer que seja demonstrada através dos seus filhos. Vamos viver a vida que Deus quer! 


Oração: Amoroso Pai, prometo ao Senhor que vou mostrar meu amor por seus filhos intencionalmente através do que eu faço e digo. Faço isso confiando na sua graça para me capacitar a fazer mais do que poderia fazer sozinho. Através de Jesus meu Salvador eu oro. amém.

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.