REFLEEXÃO PARA 17/04/2014





Certamente, a palavra da cruz é loucura para os que se perdem, mas para nós, que somos salvos, poder de Deus.

1 Coríntios 1:18

 

Pensamento: Poder! Amamos poder. Amamos o som e a fúria do poder. Amamos a habilidade que o poder traz para realizar mudanças. Mas, o maior poder já solto neste mundo foi o poder mostrado quando o Soberano Deus reteu sua força e fúria enquanto Seu filho foi perseguido e assassinado. Ele o fez para nos salvar. Isso é uma amostra de poder incrível, e foi mostrado especialmente para nós!



Oração: Santo e Majestoso Deus nas alturas, Te dou louvores por sua incrível força e poder. Mas, também Te agradeço por Seu amor que direciona esse poder. Obrigado por saber que sou como pó sem seu Espírito sustentador. Obrigado por ter retido seu poder para me salvar, para eu poder ser perdoado por seu poder sacrificial. Por causa da misericórdia de Jesus, e no santo nome dele, ofereço esta oração. Amém.



 http://www.iluminalma.com.br

Vídeo de pedido de casamento feito a partir de versículos bíblicos emociona e se torna viral nas redes sociais; Assista


Imagem Ilustrativa.




Um vídeo  de um pedido de casamento tem percorrido as redes sociais como exemplo de criatividade e demonstração de afeto do noivo. No entanto, o que mais se destaca, é o resumo do significado da palavra amor, que foi expresso através de versículos bíblicos.
O noivo marcou um encontro com sua amada no topo de uma montanha, onde há os escombros de uma antiga edificação e uma vista ampla da paisagem do local. No caminho para a subida, deixou Bíblias abertas nas passagens que falam sobre o amor, destacando os versículos com marcadores de texto.
Entre os versículos escolhidos, o primeiro a ser “encontrado” pela jovem foi 1 Coríntios 13: “O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca perece; [...]permanecem agora estes três: a fé, a esperança e o amor. O maior deles, porém, é o amor”.
Na sequência, a mensagem passou a ser mais direta, dando a entender claramente o motivo do encontro: “Maridos, amem suas mulheres, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se a si mesmo por ela”, dizia o trecho grifado em Efésios 5:25.
Quando o casal se encontra, a passagem de 1 Pedro 4:8 mencionada: “Sobretudo, amem-se sinceramente uns aos outros, porque o amor perdoa muitíssimos pecados”.
O vídeo termina com o pedido de casamento de Nathan a Meagan, e o aguardado “sim” da agora, noiva. Assista:



Ator que interpretou Barrabás em “A Paixão de Cristo” lança livro sobre sua conversão durante as filmagens





O ator italiano Pietro Sarubbi, que interpretou Barrabás no filme “A Paixão de Cristo”, lançou um livro em que contou seu testemunho de conversão, que aconteceu durante as filmagens do longa metragem.
Afirmando ter vindo de um histórico onde sempre interpretou “papéis obscuros”, ele conta que nunca esperou atuar em um filme sobre a história de Jesus, sobretudo por causa de seu distanciamento em relação à religião.
- Eu nunca imaginei que eu pudesse atuar em um filme sobre a Paixão de Cristo, porque na época era muito longe da igreja – afirmou o ator, ressaltando ainda que seu único objetivo ao se candidatar a um papel no filme foi financeiro.
- A verdade é que eu queria atuar como o apóstolo Pedro não por algo espiritual, mas porque pagam por dia de trabalho, e Barrabás apareceu muito rapidamente. Então eu argumentei que eu era uma pessoa famosa e não poderia me dar um pequeno papel – explicou o ator.
Porém, ele afirma que a participação no filme foi crucial para sua vida e, sobretudo, para sua conversão ao evangelho. Segundo ele, sua relação com o personagem, e com a fé, começou a mudar quando conversou com Mel Gibson, diretor do filme, sobre o personagem que iria interpretar.
Ao lhe dar mais detalhes sobre o personagem, Gibson o explicou que Barrabás não era apenas um bandido, mas sim um homem que foi torturado e levado ao limite, a um ponto de “começou a virar uma besta”.
- É por isso que eu escolhi você… depois de pesquisar, você parece encarnar tanto o animal selvagem e, ao mesmo tempo, guardar no fundo do coração um homem bom – teria afirmado Mel Gibson a ele.
Ele conta que o grande impacto em sua vida aconteceu na gravação da cena em que o povo perdoou Barrabás e condenou o Messias… Segundo ele, de repente Pietro Sarubbi e Barrabás, na alma do ator, eram um só. A cena progrediu e ele afirma que já não atuava, mas vivia, e os eventos em vibraram em todo seu ser. Finalmente os gritos da multidão tinham alcançado o seu desejo, ele, Barrabás, foi libertado. Segundo relata, ele então desceu os degraus e seus olhos encontraram com a ternura infinita dos olhos Jesus.
- Foi um grande impacto. Eu me senti como se tivesse uma corrente elétrica entre nós. Eu via o próprio Jesus – afirma.
É essa a história que ele contra em detalhes no livro “Da Barabba a Gesù – Convertito da uno sguardo” (“De Barrabás a Jesus, convertido por um olhar”, em tradução livre), afirmando que a partir daquele momento sua vida sofreu uma profunda transformação.

Assista à cena de Barrabás sendo libertado no filme:



Morte de pastor em suposto suicídio deixa membros de igreja chocados: “Nunca compreenderemos o que aconteceu”




O pastor Robert McKeehan, 42 anos, líder da The Community Bible Church, na cidade de High Point, Carolina do Norte, teria cometido suicídio na última sexta-feira, 11 de abril, e sua morte deixou os membros da denominação em choque.
As circunstâncias da morte ainda não estão muito claras, mas um relatório da Polícia dá a entender que ele teria se enforcado: “Após a nossa chegada, fomos informados de que o pastor foi encontrado pendurado e sem resposta. Após a nossa investigação e primeiros socorros, a vítima foi declarada morta às 08:43 a partir de um aparente auto-enforcamento”, dizia trecho do documento revelado pelo Christian Post.
Os líderes da denominação manifestaram pesar pela morte do pastor: “Como você pode imaginar, tem havido muita dor. Estamos tristes, é claro – vamos ser mais pobres pela perda – mas também estamos tentando ajudar as pessoas a entender que mesmo que este não é o caminho que teria escolhido, Deus é soberano, e nós está ainda devemos louvar e adorar o nosso Deus”, afirmou Richard Curtis, presidente do conselho da igreja.
“A realidade é que nunca poderemos compreender exatamente como e por que isso aconteceu. Assim como aqueles que conduzem, os pastores são humanos e sujeitos a todos os mesmos ensaios, emoções e lutas”, disse Curtis ao Christian Today.
No último domingo, Rob Black, um dos pastores auxiliares da igreja, usou a passagem de Deuteronômio 29:29 para consolar os fiéis: “As coisas encobertas pertencem ao Senhor nosso Deus, mas as reveladas pertencem a nós e a nossos filhos para sempre”.
McKeehan, sua esposa, Elizabeth e seus filhos, John e Scarlett, haviam sido chamados para liderar a Community Bible Church em 2010, e segundo o presidente do conselho, o entrosamento com os membros foi imediato. “Ele era um professor incrivelmente talentoso da palavra de Deus. A visão da nossa igreja é de tornar pessoas quebradas em pessoas restauradas em Cristo, e Robert foi o tipo de pastor que se encaixou na nossa congregação. Eles sabiam que ele viveu essa afirmação. Eles [os fies] sabiam que precisavam de Cristo para fazê-los completos, e eles sabiam que poderiam olhar para o pastor como alguém que os entenderia e ajudaria”.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Cristãos são presos no Irã por se reunirem para estudar a Bíblia Sagrada





Um grupo de cristãos iranianos foi condenado à prisão por participar de um estudo bíblico. O governo do país entendeu que os fiéis “agiram contra a segurança nacional” e fizeram “propaganda contra a ordem do sistema”.
As penas determinadas pelo Poder Judiciário do Irã aos fiéis tem duração diferente para cada um dos acusados, de acordo com informações do Acontecer Cristiano.
Mohammad Roghangir foi condenado a seis anos de prisão; Massoud Rezai pegou cinco anos; Mehdi Ameruni e Bijan Farokhpour Haghighi foram sentenciados a cumprir três anos de detenção; Shahin Lahouti e Suroush Saraie receberam dois anos e meio de pena; e Eskandar Rezai e Roxana Forghi receberam, cada um, um ano de sentença.
Sete destes cristãos foram presos em 12 de outubro de 2012 quando as forças de segurança invadiram uma reunião de oração. Massoud Rezai, o oitavo, foi preso no dia seguinte.
“Imagine um governo efetuar prisões de fiéis muçulmanos enquanto participavam de uma reunião de oração diária na mesquita local. O protesto seria ensurdecedor. A comunidade islâmica em todo o mundo estaria em guerra, e as nações do mundo se uniriam para denunciar uma crueldade intolerável. E eles podem estar certos em condenar. Mas quando o mundo islâmico prende injustamente e até mata cristãos em sessões de tortura, o mundo estranhamente se mantém em silêncio”, disse trecho do editorial do site Acontecer Cristiano.
O grupo de oito fiéis presos e condenados não é o único que sofre perseguição governamental no Irã. Vahid Hakkani, um cristão preso por participar de uma igreja doméstica, foi condenado a quatro anos de prisão por “assistir aos serviços religiosos em casa”, “promover o cristianismo”,”agir contra o regime teocrático do Irã”e” perturbar a segurança nacional”.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Barack Obama convida bispo gay para realizar oração de encerramento do café da manhã de Páscoa da Casa Branca




Anualmente a Casa Branca, sede do governo norte-americano, realiza um café da manha de Páscoa, que reúne diversos líderes religiosos. Porém, a cerimônia desse ano foi marcada pela presença do primeiro bispo abertamente gay da igreja Episcopal (Anglicana), que realizou a oração de encerramento da cerimônia.
O bispo Gene Robinson foi convidado diretamente pelo presidente Barack Obama para fazer a oração final do encontro. Em entrevista ao jornalista Alex Wagner, da MSNBC, Robinson comentou sobre o convite e falou sobre a oração que ministrou no evento.
- Eu fiz o que sempre faço em orações, que é pedir a bênção de Deus a seus filhos em todo o mundo. Pedi ainda uma bênção especial sobre esta nação e nosso presidente, e já que mencionou o Papa Francisco, eu sempre oro pelos pobres, pelos oprimidos, e pelos marginalizados. Acredito que Deus se importa especialmente com eles – afirmou o bispo, que classificou a aceitação da igreja cristã à comunidade LGBT como “inevitável”.
- Eu acho que é tomado com o ar da inevitabilidade. Vemos essa mudança na cultura. A evolução do presidente Obama neste tópico é realmente um reflexo do que tem acontecido por toda a nação, por todo grupo demográfico, e certamente entre as pessoas jovens – afirmou o religioso.
Gene Robinson afirmou ter ficado honrado com o convite, e publicou sobre isso em sua conta no Twitter, afirmando eu o convite para a oração aconteceu “totalmente de improviso”.
Apesar de o convite para realizar a oração ter sido feito “fora do script” da cerimônia, essa não foi a primeira vez que Robinson foi chamado para orar em cerimônia ligada ao presidente Barack Obama. Ele já havia sido convidado também para a cerimônia de posse de Obama, realizada no Lincoln Memorial Center, em Washington.
Robinson é o primeiro bispo abertamente gay da igreja Episcopal (Anglicana), e o primeiro homossexual a ser nomeado a tal cargo em uma denominação protestante majoritária. Sua nomeação aconteceu em 2003, fato que provocou sérios conflitos na denominação, tendo sido, inclusive, cogitada a exclusão das igrejas episcopais dos EUA e Canadá da comunidade anglicana mundial.

Por Dan Martins, para o Gospel+

Nas redes sociais, evangélicos discutem sobre acreditar ou não que “luas de sangue” sejam cumprimento de profecias bíblicas; Confira





O eclipse lunar ocorrido na madrugada da última terça-feira, 15 de abril, trouxe consigo uma série de debates e previsões a respeito das profecias bíblicas do Apocalipse. Nas redes sociais, muitos fiéis deram sua opinião a respeito do assunto, dizendo se criam ou não que as “luas de sangue” eram um sinal dos tempos.
“As pessoas não acreditam nas coisas de Deus, falam que é coisa da natureza, mas creiam que Jesus está voltando e pegará muitos dormindo. Aceite Jesus como seu único Salvador”, comentou a internauta Francisca Ferreira Lima, na página Bíblia Sagrada no Facebook.
Já Waldir Machado expressou uma certa desconfiança com a forma que o assunto vem sendo tratado, e propôs reflexões mais ousadas a respeito: “Que Jesus Cristo voltará,disso não podemos duvidar,mas o que tem de espertalhão usando de qualquer acontecimento para tirar proveito próprio. Devemos ficar atentos, pois a própria Bíblia nos alerta sobre isso. Nossa tecnologia hoje permite até mesmo simular a vinda de Jesus. Pois tem pessoas que vêem silhuetas em janelas, causadas por infiltrações e acreditam estar diante de sinais divinos. Creio que a única maneira de separar o que é verdadeiro é pedir ao Espírito Santo de Deus que nos dê o dom da sabedoria para que possamos ter discernimento diante dos acontecimentos. Que o Espírito de Verdade nos oriente”.
Muitos internautas seguiram a linha de que as associações do fenômeno natural com as profecias bíblicas não era um raciocínio razoável: “Por que o fim do mundo não aconteceu há mais de 500 anos atrás quando esse mesmo fenômeno aconteceu?”, questionou Hélvin Mendonça
Essa opinião foi acompanhada pelo usuário Fernando Nomura, que destacou outro ponto importante do tema: “Eu não acredito sobre isso de que o mundo vai acabar só por causa da ‘lua de sangue’… Porque na Bíblia fala que ninguém sabe quando que o mundo vai acabar. Tá escrito assim, que tem que vigiar e orar”, pontuou.
Houve ainda, quem aproveitasse o debate para atacar os fiéis evangélicos, dizendo que o assunto era uma forma de causar pânico: “Que nada! isso é fenômeno da natureza, os evangélicos só deixam as pessoas de mente fraca iludidas”, acusou Magna Alencar.
Ao final da discussão, um internauta sintetizou uma constatação com uma frase: “O mundo já começou a se acabar há muito tempo”, escreveu Rafael Pires dos Reis.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Projeto prevê distribuição de “Kit Bíblico” e aulas sobre religião para alunos de escolas públicas




Um projeto apelidado de “Kit Bíblico” foi proposto por um deputado estadual catarinense, e prevê a distribuição de materiais ligados ao cristianismo e discussão do tema como matéria extracurricular nas aulas dos alunos de 6 a 12 anos matriculados nas escolas públicas do estado.
Polêmico, o projeto causou alvoroço nas redes sociais, e o deputado Kennedy Nunes (PSD) o defendeu: “Qual o problema em falar de religiosidade nas escolas? Querem falar de sexualidade e até de gêneros e por que a religião não?”, questionou.
Segundo o Diario Catarinense, o deputado afirmou que a proposta de discussão religiosa nas escolas não é restrita ao cristianismo: “Vamos contemplar todas as religiões, sem exceção. E as Bíblias poderão ser escolhidas, por exemplo, em versões católicas ou evangélicas”, argumentou.
O parlamentar ainda frisou que a ideia é criar várias opções de kits, a partir de parcerias com entidades e organizações religiosas, que patrocinariam a compra e a distribuição dos materiais.
A pró-reitora de ensino da Univali e especialista em educação Cássia Ferri comentou que essa iniciativa só causará desconforto se não forem abordadas todas as religiões: “As escolas públicas precisam aceitar toda a diversidade religiosa. A leitura dos textos bíblicos é válida, mas não pode ser a única opção aos alunos”, ponderou.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

“Disk Oração”: igrejas oferecem assistência por telefone a pessoas “em desespero, precisando de ajuda” e se tornam referência



O “disk-oração”, ferramenta de evangelismo comum usada por igrejas evangélicas há muito tempo, parece estar voltando a ser popular. Em Piracicaba, interior de São Paulo, duas igrejas lançaram o “serviço” e tem atraído pessoas com problemas pessoais em busca de orientação e uma palavra de conforto.
De acordo com informações do G1, os pastores responsáveis pelas igrejas que oferecem a ajuda por telefone revelaram que as ligações são motivadas por preocupações cotidianas, problemas familiares, pedidos de consolo e até, problemas de saúde que exigem a presença de uma ambulância.
As igrejas Ministério Filadélfia, pastoreada por Ézio Porto, e Universal do Reino de Deus, liderada por Paulo Henrique Paranhos Ribeiro, se tornaram referência na cidade interiorana.
“O telefone que passo é o da minha casa, então estou avaliando um jeito de oferecer o serviço da melhor maneira. Na maioria das vezes são problemas familiares, com filhos, casais e pais preocupados”, contou o pastor Porto.
Já o pastor Ribeiro afirma que muitas ocasiões precisou chamar o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU): “Às vezes a pessoa está com uma carga emocional elevada. Até mesmo nos cultos na igreja a gente tem sempre um suporte para ajudar caso alguém passe mal”, revelou, acrescentando que o serviço é ofertado 24 horas por dia, num revezamento que ele faz com sua esposa: “Eu atendo ligações às 2h se for preciso. É nas horas mais improváveis que se encontra pessoas que mais precisam de oração, e é preciso estar acordado e disposto a ouvir e orar por essa pessoa”.
Ambos ressaltam que o “disk oração” é uma ferramenta que não substitui a igreja: “Na maioria das vezes, quem liga está sozinho e em desespero, precisando de ajuda. A oração por telefone serve justamente para cortar o problema naquele momento, mas não substitui a ida à igreja”, pontuou o pastor da Universal.
Já o pastor Ézio Porto acredita que essa pode ser uma oportunidade de atrair as pessoas para uma mudança de vida: “O telefone e os meios de comunicação são muito eficientes, mas a indicação de amigos evangélicos ainda é o principal caminho para a conversão”.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Ex-ateu, escritor Josué Ferrer revela como se converteu ao Evangelho e diz que “a ciência e o cristianismo se completam”



O escritor Josué Ferrer, conhecido entre os militantes ateus por ter sido um aguerrido ativista ateu e ter se tornado cristão, explicou como se converteu ao Evangelho após anos de críticas e questionamentos à fé.
Na palestra realizada na Universidade de Alicante no último dia 09 de abril, Ferrer afirmou que era um “ateu irritado, profano e anticlerical que finalmente tornou-se um cristão”.
Recentemente, ele lançou o livro Por qué dejé de ser ateo (“Por que deixei de ser ateu”, em tradução livre), onde relata sua experiência de conversão, com a busca de respostas para as 50 principais críticas e questionamentos feitos pelos ateus em relação ao cristianismo, como “se Deus existisse ele teria se mostrado”, “Se Deus é bom, por que ele permite os infortúnios do mundo?” ou “Jesus era apenas um homem e não um deus”.
De acordo com o Protestante Digital, no livro Ferrer conta sua experiência pessoal, responde às perguntas e diz que “a ciência e o cristianismo não são incompatíveis, como erroneamente se acredita, mas sim complementares”.
Presente à palestra na universidade, o pastor Freddy Fernández comentou que “ao chegar à faculdade, alguns jovens sofrem uma crise de fé, e muitos não conseguem superar”, mas comemorou o fato de um ex-ateu dar seu testemunho e se propor a derrubar as crenças mais comuns no ateísmo.
“Quem melhor do que alguém que era ateu e teve uma conversão a Cristo para falar com os jovens de sua experiência?”, questionou o pastor, dizendo que a conferência poderia ser repetida em outros lugares, como ferramenta de afirmação da fé cristã.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Esquerda tira a máscara e reinaugura a censura no Brasil Por Thiago Cortês




Se estivesse na Venezuela, Rachel Sheherezade estaria presa ou morta. Como a esquerda ainda não completou seu projeto de poder no Brasil, ela está apenas impedida de falar.
Contrariando declarações da própria jornalista, o SBT decidiu retirar dela o direito de opinar sobre as reportagens do SBT Brasil, telejornal que a partir de agora está sob censura velada.
Calaram a voz Rachel Sheherezade por meio da ameaça de corte de verbas mais processo judicial kafkafiano, que na verdade é um processo de criminalização da opinião.
A esquerda, finalmente, tirou a máscara. Ela tem a velha face autoritária de sempre. Nunca é demais repetir: quem lutou contra o regime militar não queria liberdade, mas apenas outra forma de ditadura. A esquerda nunca foi democrática.
“Ou tira do ar a jornalista, ou recebe punição”, declarou a deputada Jandira Feghali (PC do B), cujo partido vive celebrando a Coréia do Norte e outras ditaduras jurássicas.
É claro que Jandira não estava preocupada com a opinião de Rachel sobre o menino infrator amarrado a um poste – Rachel disse ser “compreensível” a reação dos populares. E os cínicos e os iletrados concluíram que se tratava de apologia ao crime.
Jandira personifica a esquerda jurássica que não tolera divergência. Que não admite que alguém fale contra seus dogmas ideológicos em rede nacional.

O comunismo não perdoa

Não é por acaso que o PC do B morre de amores por Cuba, onde não existe liberdade de imprensa. Não é por acaso que os comunistas, historicamente, estatizam a imprensa e executam dissidentes quando tomam o poder.
O ópio dos comunistas – para usar expressão do filósofo Raymond Aron, que notou que esquerdistas são mais fanáticos que religiosos – é o marxismo, uma cosmovisão que divide o mundo entre “bons e maus”, dando aos “bons” o direito de acabar com os “maus”.
É como os nazistas viam o mundo: bons (arianos) contra os maus (judeus). E os nazistas se sentiam no direito sagrado de varrer os “maus” da face da Terra. Os comunistas pensam e declaram abertamente o mesmo em relação aos seus “inimigos de classe”.
Os comunistas são os fascistas da esquerda, como bem pontuou Luiz Felipe Pondé.
A bancada do PCdoB na Câmara Federal só entrou com representação contra Rachel porque ela é vista como “inimiga de classe” a ser combatida.
Rachel é acusada do crime de apologia e incitamento ao crime, à tortura e ao linchamento. Na verdade, seu único “crime’ é o de desafinar no coro dos contentes.
“A liberdade apenas para os partidários do governo, apenas para os membros do partido, mesmo que eles sejam a maioria, não é liberdade. A liberdade é sempre a liberdade para quem pensa diferente”, dizia a comunista Rosa Luxemburgo.
Luxemburgo é uma ave rara na esquerda. Tanto que foi assassinada – não se sabe ao certo por quem – de forma brutal. A regra da esquerda é a censura, o arbítrio, o cerceamento das liberdades e, por fim, o extermínio – tudo em nome da luta contra os “maus”.
A obsessão dos comunistas em controlar o pensamento é tamanha que eles assassinam uns aos outros para manter a pureza da ideologia.
Leon Trótski é apenas o exemplo mais famoso de pessoas que divergiram dos próprios camaradas e acabaram assassinadas de forma impiedosa. O comunismo não perdoa.
É hora de dar “nome aos bois” porque ainda estamos na fase germinal da censura. Dá tempo de evitar as fases posteriores, inclusive a última na qual a esquerda começa a matança.

* As opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores
e não refletem, necessariamente, a opinião do Gospel Prime.

Versículos do Dia





Não acrescentareis à palavra que vos mando, nem diminuireis dela, para que guardeis os mandamentos do Senhor vosso Deus, que eu vos mando. Deuteronômio 4:2


Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito. João 14:26



NOVA ORDEM MUNDIAL ... Xeque Mate à Humanidade (um facto real e tenebroso)

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.