Conferir o post no blog 'Ação do Ministério Público - Justiça manda recolher a revista 'Vogue' que trazia fotos sensuais de meninas - Folha de São Paulo'





Mensagem do blog adicionada por Carlos José e Silva Fortes:

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2014/09/1515529-justica-manda-editora-recolher-revista-por-publicar-fotos-sensuais-de-meninas.shtml

Link da mensagem do blog:
Ação do Ministério Público - Justiça manda recolher a revista 'Vogue' que trazia fotos sensuais de meninas - Folha de São Paulo

Sobre Casé Fortes
Prevenção e Combate aos crimes ligados à Pedofilia; Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente.
 
 
 
 

Igreja evangélica é obrigada por autoridades a dividir templo com grupo satanista



Imagem Ilustrativa.


A prefeitura da cidade de Oklahoma decidiu permitir que um grupo satanista utilize o mesmo espaço usado por uma igreja evangélica para celebrar seus rituais. A decisão das autoridades causou enorme polêmica entre os cristãos.
A cidade é capital do estado norte-americano homônimo e possui um espaço público chamado Civic Center Music Hall, que há anos é cedido à Oklahoma City Community Church para a celebração de seus cultos.
Devido a uma solicitação de um grupo satanista sediado em Nova York, a administração do centro de eventos decidiu, no início deste ano, ceder o local para alguns eventos programados pelo grupo de satanistas local, que é ligado aos nova-iorquinos.
O pastor da igreja que utiliza o espaço afirmou que os membros da denominação tem que reagir à situação com “amor e esperança”, seguindo o conceito do Evangelho: “Como Igreja, queremos responder como povo de amor, que são consistentes com os ensinamentos de Jesus e as formas que respondia àqueles que o rejeitaram e até mesmo o odiavam”,  escreveu Tom Mannin em um artigo.
“Vamos falar com graça e paz ao povo que virá ao encontro da missa negra. Vamos orar para que o amor de Deus seja abundante em nossa cidade e entre pessoas de diferentes crenças”, continuou o pastor, que fez uma referência à passagem bíblica de Mateus 5:38-42, onde Jesus diz aos seus discípulos que eles devem “dar a outra face” quando se trata de pessoas que os odeiam e querem atacá-los. “Esta passagem nos ensina que não podemos responder ao mal com o mal. Quando alguém odeia, então ele é odiado de volta, e vai ser fácil para eles continuarem a odiar”.
A postura pacífica e conciliadora do pastor não foi a mesma adotada pelo povo da cidade, que organizou uma petição pública pedindo que os eventos satanistas fossem cancelados. Mais de 37 mil pessoas assinaram o documento, que não teve efeito prático.
A governadora de Oklahoma, Mary Fallin, também criticou a realização do evento satanista no local, dizendo que a cerimônia era um “escárnio nojento da fé” dos cristãos da cidade. “Pode ser protegido pela Primeira Emenda, mas isso não significa que não podemos condená-la nos termos mais fortes possíveis para a indignação moral que é”, acrescentou Mary.
“É chocante e repugnante que um grupo de ‘satanistas’ de Nova York iria viajar todo o caminho até Oklahoma para vender sua sujeira aqui. Oro para que percebam quão doloroso suas ações são e cancelem este evento”, finalizou a governadora.


 Publicado por Tiago Chagas

ADORAÇÃO E LOUVOR A DEUS TODO PODEROSO.




Salmos 99

1 ¶ O SENHOR reina; tremam os povos. Ele está assentado entre os querubins; comova-se a terra.
2 O Senhor é grande em Sião, e mais alto do que todos os povos.
3 Louvem o teu nome, grande e tremendo, pois é santo.
4 Também o poder do Rei ama o juízo; tu firmas a equidade, fazes juízo e justiça em Jacó.
5 Exaltai ao Senhor nosso Deus, e prostrai-vos diante do escabelo de seus pés, pois é santo.
6 ¶ Moisés e Arão, entre os seus sacerdotes, e Samuel entre os que invocam o seu nome, clamavam ao Senhor, e Ele lhes respondia.
7 Na coluna de nuvem lhes falava; eles guardaram os seus testemunhos, e os estatutos que lhes dera.
8 Tu os escutaste, Senhor nosso Deus: tu foste um Deus que lhes perdoaste, ainda que tomaste vingança dos seus feitos.
9 Exaltai ao Senhor nosso Deus e adorai-o no seu monte santo, pois o Senhor nosso Deus é santo.

Pastor leva dois tiros na cabeça em briga de trânsito e se recupera milagrosamente: “Anjos levaram as balas por mim”




Um pastor foi atingido por dois tiros na cabeça após uma confusão que surgiu por conta de um acidente de trânsito. O motorista que o alvejou está foragido.
Steven Simon é líder da Straight Way to Heaven e voltava de uma festa beneficente organizada pelos membros da Igreja Metodista Unida em sua homenagem no dia 31 de julho, quando aconteceu um pequeno acidente na rodovia West Palm Beach, próximo à cidade de Boynton Beach, na Flórida (EUA).
O pastor de 22 anos relatou que ao tentar dialogar com o outro motorista, ele foi atingido por dois tiros na cabeça. “Os anjos levaram as balas por mim”, disse Simon. “Você literalmente pode ver onde a bala tinha parado. Era quase como Deus dissesse [às balas]: ‘Vocês não podem ir mais longe do que isso”.
Simon foi induzido ao coma e mantido inconsciente até o dia 04 de agosto, quando os médicos resolveram fazer testes para descobrir os eventuais danos neurológicos causados pelos disparos.
“O médico disse: ‘Você pode não enxergar com esse olho de novo’”, relatou o pastor durante o culto do último sábado, 06 de setembro, quando contou seu testemunho. “Os médicos disseram que eu poderia ser um vegetal, declararam que eu poderia nunca mais ter a mesma personalidade. Mas, eu estou aqui hoje”.
Centenas de pessoas foram ao culto para expressar sua alegria pela recuperação e fazer doações a uma campanha de arrecadação de fundos que pretende cobrir as despesas médicas.
Em seu depoimento à Polícia, o pastor foi capaz de dar uma descrição do atirador e lembrou do modelo de carro que ele estava dirigindo. Agora, a equipe do Xerife do Condado de Martin está à procura de um homem branco, de cabelos brancos, que estava dirigindo um Chrysler Concorde dourado. Apesar de ter recebido 50 a 60 dicas sobre o incidente na estrada, não há pistas sólidas, segundo informações do Christian Today.

 http://noticias.gospelmais.com.br/

Deus na política: cristão vota em cristão? Por William Douglas






Multiplicam-se as críticas à citação de Deus na política. A primeira crítica é que por ser o Estado laico, não deve haver referência à religião. Tese errada. Estado laico é aquele que não opta por uma linha religiosa em detrimento das outras. Logo, excluir Deus do cenário não é ser laico, é ser estado confessional ateu. Os ateus são bem-vindos, mas os cristãos idem. É errado querer tirar Deus da conversa. Sendo laico, o Estado aceita e quer que todos convivam bem: ateus, católicos, protestantes, judeus, umbandistas, budistas, muçulmanos etc.
Em eleições anteriores quiseram depreciar Dilma por ser ateia, e isso foi criticado. Agora querem depreciar Marina por ser da Assembleia de Deus, e tem que haver igual repulsa por tal viés de preconceito religioso. O caminho correto está em não discriminar, mas também em não querer eliminar este item da avaliação global a ser feita. Cada candidato(a) deve ser avaliado(a) pelo “conjunto da obra”. A orientação religiosa não é o suficiente para escolher ou rejeitar um candidato, mas também não é correto ignorar que tal orientação indica valores. É legítimo procurar candidatos de valor para os cargos públicos, logo, é lícito que uma pessoa escolha um candidato cujos valores coincidam com os seus.
O fato é que há movimentos querendo impedir que haja bancadas ou voto com base no viés religioso. Repito: querer calar quem fala em Deus é mordaça, e querer colocar tais assuntos restritos ao interior dos templos é criar guetos. Isto não é admissível em uma democracia nem no Estado laico. Mordaça é autoritarismo e gueto é coisa de nazistas. Não aceito mordaça nem gueto, nem para mim nem para ninguém, nem para o crente nem para o ateu, nem para o heterossexual nem para o homossexual. Afinal, Deus é amor e o amor não faz mal ao próximo, não folga com a injustiça, não é egoísta, não se alegra (nem concorda) quando alguém faz alguma coisa errada, mas se alegra quando alguém faz o que é certo (1 Coríntios 13).
As pessoas escolhem seus candidatos como querem: por serem do Vasco ou do Flamengo, por serem ruralistas, ou gays, ou artistas, até palhaços admitem sem nenhuma grita (e Tiririca me fez sorrir, pois não se soube de ter recebido nada ilícito nos últimos quatro anos. Parabéns para ele). O que se insinua é que as pessoas podem escolher votar por qualquer motivo, menos pela fé. Isso, se ocorrer, tem nome: preconceito, perseguição religiosa, violação dos direitos humanos previstos na CF e nas declarações de direitos universalmente aceitas.
Outra crítica é feita à enorme quantidade de candidatos padres e pastores. Vi charges com Deus “dizendo” que Ele não autorizou o uso de Seu nome. Aí, me perdoem, mas parece haver um equívoco: o problema não é citar Deus, o problema é citá-Lo sem seguir Suas orientações. O problema não é pastor ou padre candidato, mas sim se ele se comporta, ou não, de acordo com a fé que diz professar. A Bíblia diz “aparte-se da iniquidade todo aquele que professa o nome do Senhor” (2 Timóteo 2.19).
Eu quero candidatos que se apartem da iniquidade. Se for para seguir esse único versículo da Bíblia, já terá o meu voto. Ele não receberá propina nem dará contratos para amigos e parentes, não deixará superfaturarem obras e não escolherá para os cargos apenas os apadrinhados (que, por não precisarem estudar nem trabalhar, em geral são incompetentes).
A Bíblia diz para os cristãos não se corromperem, não furtarem, para ajudarem os pobres e necessitados. A Bíblia proíbe o lucro exagerado dos bancos, o trabalho escravo das empresas de roupas finas, a defraudação em negócios estatais, o preço desonesto nas obras públicas e nas licitações, o racismo nos estádios. Ela indica a ajuda aos órfãos e viúvas, os valores do trabalho e da dedicação, o pagamento em dia dos trabalhadores etc. A Bíblia é contra a sonegação fiscal e a favor do trabalho e da distribuição de riqueza. Jesus também falou que aquele que trabalha mais deve receber mais. Está tudo lá. Espera-se que um candidato seguidor da Bíblia siga tudo isso e duvido que alguém possa dizer que votar nesses valores é votar errado.
O desafio de cada cristão eleitor é evitar aquele que APENAS DIZ que é cristão, é achar e votar naquele que se COMPORTA como cristão. Martinho Lutero chegou a dizer que preferia votar em um muçulmano sábio (ou seja, que se comportasse de acordo com os princípios que a Bíblia fornece) do que em um “cristão tolo”, ou seja, aquele que não age como tal. Voltamos ao ponto inicial: é legítimo que um cristão vote em quem tem valores cristãos. Valores de que o país desesperadamente necessita.
Como diz Jesus: “Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores” (Mateus 7:15). Evitemos os tais. Mas também devemos ter cuidado com os lobos que se vestem de lobo mesmo.
As Escrituras trazem exemplos de governantes que foram sábios pela ajuda de Deus: José do Egito, Salomão, Daniel, Neemias. São ótimos exemplos para o Brasil de hoje e quem melhor para seguir tais exemplos do que aqueles que acreditam na Bíblia e na sua inspiração divina? Deus nos envia como “Embaixadores de Cristo” (2 Coríntios 5:20) e nos comissiona como “a carta de Cristo” enviada para apregoar justiça (2 Coríntios 3.2 e Provérbios 31:8,9). Então, Deus quer mesmo que cristãos se candidatem, mas para que lutem por justiça e pelos valores bíblicos.
A Bíblia é uma clara procuração de Deus para quem desejar segui-Lo na vida ou na política. Mas é uma procuração com determinações claras. Não apenas para a fachada. Li que um pedido de pastores era o veto de uma lei que impedia som alto depois das 22 horas. Não sei se é verdade, mas se for, alerto: não é para isso que precisamos de cristãos na política. Não é para cuidar de interesses menores, ou pessoais, ou para ter o direito de incomodar terceiros. Não é para discriminar nem para praticar “desamor”. Precisamos de cristãos na política, sim, mas para agir no e pelo interesse da sociedade, da solidariedade, da justiça, do trabalho, do direito de semear e de colher; cristãos que lutem por um país mais justo, sem tanto furto, corrupção e defraudação.
O cristão, como qualquer cidadão, vota pelos motivos que bem quiser. Se quiser votar em cristão, isso é um direito. Porém, alerto: se for por aí, deve buscar não o rótulo, mas o comportamento. O cristão pode (e acho mesmo que deva) votar em quem segue os valores bíblicos. Jesus diz que aquele que o obedece é que de fato o ama: “Se me amardes, guardareis meus mandamentos” (João 14:15). Jesus disse que o bom filho é aquele que obedece (Mateus 21:28,32).
Não tenhamos dúvidas: o que mais falta hoje na política e no governo são valores que a Bíblia recomenda: honestidade, justiça, serviço ao próximo, repúdio à defraudação. São valores que diversos não cristãos também acalentam. Logo, que todos escolham quem demonstra seguir  tais valores, que todos votem em quem se comporta com decência.
Não cristãos não podem querer impedir que cristão vote em cristão, assim como seria errado um cristão querer impedir que ateu vote em ateu, ou ruralista em ruralista, ou ativista em ativista. E cristãos e não cristãos irão bem melhor se seguirem os valores que tantos ateus e teístas de todas as sortes defendem: governantes honestos, que sirvam ao público ao invés de se servirem do público.
Eu sou cidadão e voto como quiser. Usando este direito constitucional, escolho votar em quem se comporta como cristão.

* As opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores
e não refletem, necessariamente, a opinião do Gospel Prime.

O cristão e o voto consciente Por Rubens Teixeira





Os cidadãos, de um modo geral, devem buscar informar-se, ler, desenvolver senso crítico para votar. Para criar esse senso crítico, é importante ouvir diversas fontes e conhecer os temas do cotidiano. Nós cristãos precisamos estar atentos a isto. Muitos só se informam apenas com base no que se diz nas mídias ligadas à sua fé, deixando de lado muitos assuntos que afetam o seu dia-a-dia, da sua família e de toda a sociedade. Quando estamos atentos apenas a temas relacionados a nossa comunidade religiosa, ficamos desinformados sobre assuntos de alta relevância para o nosso país e que exigem das nossas autoridades posturas firmes e éticas na defesa de interesses dos cidadãos como um todo.
Alguns só se atentam a temas polêmicos relacionados à sua fé e põem de lado assuntos ligados à saúde, educação, segurança, transporte, economia, aos direitos trabalhistas, previdenciários, e tantos outros que podem deixá-los mais vulneráveis ao desemprego ou mesmo à falta de infraestrutura. O debate sobre esses e outros temas no meio cristão é praticamente inexistente, o que deixa alguns desinformados e pouco preparados para debaterem, tornando-se vulneráveis a qualquer um que queira trazer-lhes uma ideia pronta.
Embora os princípios cristãos devam ser defendidos com todo empenho por aqueles que são seguidores desta fé, como eu, os demais assuntos que causam maior impacto ao cotidiano de todos os cidadãos não podem ser desprezados da forma que vem acontecendo. É dever dos eleitores cristãos, como cidadãos, ler todos os jornais, disponíveis na internet ou impressos, informando-se sobre temas relacionados a todos os assuntos que nos afetam.
Se nós não cuidarmos da defesa dos nossos direitos e não soubermos opinar e nem cobrar sobre temas relacionados a educação, transporte, saúde, emprego, moradia, economia etc, podemos ser reféns da desinformação. Jesus nos ensinou a sermos suas ovelhas, não ovelhas de “lobos”. (João 10.12). Não se esqueça: Jesus também nos ensinou a sermos simples como a pomba, mas prudentes como as “serpentes”. (Mateus 10.16). Se fizermos o contrário, seremos cidadãos irresponsáveis e cristãos desobedientes aos ensinamentos do Mestre e, portanto, sofreremos as consequências.
Se formos sinceros conosco e com a sociedade que fazemos parte, devemos estar prontos para discutir temas que afetam a todos e, por fim, sabermos votar e também fiscalizar o mandato daqueles que votamos. Quem não sabe em quem votou, quem não sabe explicar porque votou, quem não cobra posturas dos seus representantes não contribui para o desenvolvimento do Brasil, mas colabora com os que querem um país desigual, desinformado para ser mais fácil manipular, mais fácil corromper, mais fácil dirigir a opinião pública fazendo-a insensível ao sofrimento dos que morrem nos corredores de hospitais se contorcendo de dor.
Paralelamente a isto, crianças pobres, que estudam em escolas públicas de baixíssima qualidade, estão no corredor do desemprego e subemprego quando chegarem à idade adulta. Essas crianças não têm perspectivas de alcançarem melhores oportunidades no futuro, enquanto muitos enriquecem ilicitamente. Voto é livre arbítrio: um direito seu. Não delegue-o. Vote pensando em construir um Brasil melhor para você, para sua família e para todos.
* As opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores
e não refletem, necessariamente, a opinião do Gospel Prime.

Quem vota no PT é cúmplice da corrupção Por Thiago Cortês





“Porque não há nada oculto que não venha a ser revelado, e nada escondido que não venha a ser conhecido e trazido à luz.” – Lucas 8:17

O Partido dos Trabalhadores (PT) transformou a Petrobrás em um atoleiro de corrupção.
As revelações do ex-presidente da estatal, Paulo Roberto da Costa, atingem diretamente o presidente Lula e a maior parte da base aliada da (ainda) presidente Dilma Roussef.
Desde a sexta feira passada, 29, o ex-presidente da Petrobrás está depondo em regime de delação premiada para tentar obter o perdão judicial. Ele já entregou o nome de mais de 60 políticos ligados a Dilma Rousseff, Lula e partidos aliados do petismo.
O mais grave: o ex-chefão da Petrobrás garante que Lula sempre soube de tudo. E, ao que tudo indica pelo direção dos seus depoimentos, talvez a presidente Dilma — que era presidente do Conselho da Petrobras — também tivesse informações.
Ao todo, são 12 senadores, 49 deputados federais e um governador envolvido no esquema – a primeira lista de delatados, publicada na edição da Veja, traz três governadores. Todos os nomes pertencem às legendas PT, PP e PMDB.
Paulo Roberto Costa ocupou o cargo de dirigente da Petrobrás entre 2004 e 2012, período no qual o PT se consolidou no poder. O número de políticos citados pelo ex-presidente da Petrobrás pode crescer até o final da delação, afinal, os depoimentos apenas começaram.
Nunca antes na história deste País, esquemas gigantescos de corrupção envolvendo dezenas de políticos e cifras bilionárias foram mantidos por tanto tempo na escuridão por um partido.
É absolutamente vergonhoso que ainda existam líderes evangélicos cínicos o suficiente para pedir votos para o PT nas igrejas.
Dilma Roussef costuma ficar transtornada com propostas de privatização da Petrobrás, mas aparentemente não se importa em zelar pelo uso correto da dinheirama da estatal.
É uma hipócrita e, segundo o ex-presidente da Petrobrás, também uma mentirosa.
Contrariando a presidente Dilma, Paulo Roberto também declarou que a compra da refinaria de Pasadena foi, sim, fraudulenta e serviu para alimentar o esquema.
É bom enfatizar: os depoimentos explosivos do ex-chefão da Petrobrás só confirmam evidências de uma investigação da Polícia Federal. Há muito ainda para ser relevado.
lula 266x200 Quem vota no PT é cúmplice da corrupção   E tudo isso aconteceu alguns anos depois da eclosão do mensalão – compra de apoio de deputados – o que indica que os petistas nunca aprenderam a lição.
A Bíblia diz que as coisas ocultas serão reveladas – acrescento eu, para bem ou para mal. E o atoleiro de corrupção da Petrobrás é uma delas. Assim como aconteceu com o mensalão e, quem sabe, talvez um dia aconteça em relação ao assassinato de Celso Daniel.
Não é forçoso dizer que, a esta altura dos acontecimentos, um cristão que ainda vota no PT está em sérios apuros para justificar moralmente sua opção.
Os “cristãos” petistas ficam histéricos diante daqueles que propõem a privatização da Petrobrás, mas parecem não se importar com o fato de que, sob o Reinado Petista, a empresa foi transformada em um grande poço de corrupção, ao invés de petróleo.
Em debate recente, a presidente Dilma afirmou que mudar o nome da estatal era uma “leviandade contra uma empresa da maior credibilidade, que é de todos os brasileiros”.
Não é um desrespeito para com o povo brasileiro o PT ter permitido por anos a existência de um gigantesco esquema de corrupção na Petrobrás?
As mãos-sujas dos políticos comprados com dinheiro desviado da Petrobrás se estendem para todos os cristãos que votaram em Dilma e pretendem reelege-la.
É claro que líderes evangélicos comprados pelo PT dirão que isso não interessa porque o importante é, por exemplo, o governo continuar oferecendo Bolsa Família.
1014020 827797777248253 1743599952 n 320x148 Quem vota no PT é cúmplice da corrupção   Mas são líderes que abandonaram os valores cristãos há muito tempo. Entre a Cruz e a defesa de um governo sujo, já fizeram sua escolha. Entre a Igreja e a Petrobrás, já têm o seu lugar.
O eleitor do PT, contudo, não tem mais desculpa diante de tantas evidências de corrupção desenfreada no governo Dilma.
Não se pode ser omisso diante do mal. Deus vomitará os mornos.

* As opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores
e não refletem, necessariamente, a opinião do Gospel Prime.


Coletania de Hinos Pentecostais - Crentes desviados e fracos na fé

Os Melhores Louvores da HARPA CRISTÃ **Marcos Antonio** Verdadeira adora...

Bandidos queimam igrejas e aterrorizam cidades e desafiam polícia no interior de Minas Gerais Por Dan Martins em 6 de setembro de 2014


Imagem apenas ilustrativa.

Uma série de incêndios em igreja e capelas tem assustado e intrigados moradores de várias cidades no interior de Minas Gerais. Desde março, sete igrejas católicas foram incendiadas, e o caso tem intrigado também a polícia mineira. Além de queimar as igrejas, os criminosos também quebram as imagens de santos presentes nos templos e deixam uma cruz de sal grosso no local, como uma espécie de assinatura.
Segundo reportagem do Fantástico, os criminosos se aproveitam de que à noite as pessoas da zona rural se recolhem em suas casas para agir livremente. De madrugada, eles invadem as igrejas, quebram as imagens e colocam fogo no lugar. Por fim, eles deixam no lugar a característica cruz de sal grosso.
Os ataques começaram no mês de março, e até agora sete igrejas, em quatro diferentes cidades foram incendiadas. O último caso aconteceu no fim de agosto, Na mesma noite foi incendiada uma capela em Macuco e outra uma hora depois em Quatro Barras, a poucos quilômetros de Macuco.
Moradores das regiões onde os crimes aconteceram lamentam a destruição das igrejas, e temem por outros ataques.
- Não estou dormindo de noite. Estou muito preocupada ainda com o que eu vi que nunca tinha visto: o santuário nosso, de nós rezar todo domingo, dia de semana nós reza também, pegando fogo sem a gente poder salvar – lamenta a catequista Maria da Glória Batista.
O crime intriga também especialistas em religião, como o doutor em ciências da religião Pedro Ribeiro. Ele explica que a cruz de sal deixada pelos bandidos e o fogo são, normalmente, usados como sinais de purificação.
- Fazer uma cruz de sal junto de alguma capela, junto a um espaço qualquer, significa ‘vamos purificar’, ‘vamos afastar os maus espíritos que estavam aqui’. O que é intrigante pra mim: quem acha que em uma capelinha, em que as pessoas se reúnem para rezar, para celebrar, que aquilo dali é uma coisa má, é uma coisa de espírito mau? – questiona o estudioso, que classifica os atos como uma agressão ao catolicismo.
- São sinais de dizer: ‘quem faz aquilo que meu Deus proíbe está errado e, portanto, eu tenho que punir’. Ora, isso é intolerância. Isso vai contra todo pensamento da tolerância religiosa, da aceitação do diferente, do sadio diálogo entre as religiões – afirma Ribeiro.
A polícia ainda não tem pistas sobre os responsáveis pelos incêndios, e pede ajuda da população na investigação.
- Por conta do incêndio, não há como colher digitais. Aproveitar para fazer um apelo, se alguém tiver informação, que traga até nós pra que sejam tomadas as medidas cabíveis – pede o delegado Edvin Otto.

O cristão perde a salvação ao cometer suicídio? Teólogo comenta A base bíblica sobre o suicida não cita se a condenação inclui quem aceitou a Cristo como Salvador





Há diversas teorias e estudos a respeito dos pecados que nos levariam a perder a salvação. Uma delas se refere ao suicídio. Um cristão comete suicídio? Se ele cometer perderá a salvação?
O pastor Miguel Núñez, da International Baptist Church, escreveu um artigo comentando o assunto e colocando diferentes linhas de pensamento para tentar chegar a uma conclusão plausível sobre o tema.
Na ótica do pastor, é impossível afirmar que ao cometer suicídio o cristão não teve tempo de se arrepender, pois isso também vale para qualquer outra pessoa que morre repentinamente sem ter tempo para se redimir de seus pecados.
“Ninguém morre sem pecado, porque não há nenhum instante em nossas vidas em que o ser humano está completamente livre do pecado”, pondera o pastor.
Núnez faz uma série de questionamentos que nos leva a pensar sobre o assunto, uma vez que biblicamente falando é possível que um cristão cometa qualquer pecado, inclusive o suicídio.
“Pensamos que o suicídio é um pecado grave, porque atenta contra a vida humana. Mas já estabelecemos que um crente é capaz de eliminar a vida humana, como o fez Davi. Se eu posso fazer algo contra alguém, como não conceber que posso fazê-lo contra mim mesmo? Essa é a nossa posição”, escreveu.
A conclusão do pastor é que não é possível dizer com clareza o que acontece com o cristão que se suicida. O conselho dado é que passamos a estudar mais sobre a salvação que é mais importante do que o suicídio. Leia na íntegra no site do Ministério Fiel aqui.


Brasil é o oitavo país em número de suicídios, diz relatório da OMS Os principais fatores que levam as pessoas a tirarem suas vidas são alcoolismo e depressão





Segundo o relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o oitavo país em número de suicídios, um crescimento de 10,4% em relação a quantidade pessoas mortas entre 2000 e 2012.
Foram 11.821 mortes por suicídio registradas no país em 2012, sendo 9.198 homens e 2.623 mulheres. Em todo o mundo a quantidade de homens que tiram suas vidas é maior que o número de mulheres, de acordo com a OMS.
Os países com mais mortes desse tipo são:  Índia (258 mil óbitos),  seguido de China (120,7 mil), Estados Unidos (43 mil), Rússia (31 mil), Japão (29 mil), Coreia do Sul (17 mil), Paquistão (13 mil) e Brasil (11 mil).
Entre as principais causas do suicídio estão o abuso de álcool e a depressão, mas em países pobres as causas estão relacionadas ao estresse e a problemas socioeconômicos.
Fora isso também se considera os traumas gerados pela violência física ou mental, abusos, isolamento, desastres naturais ou conflitos bélicos.
Com a divulgação do relatório a OMS quer que os países desenvolvam estratégias de prevenção, como evitar o acesso a meios utilizados para o suicídio como armas de fogo, pesticidas e medicamentos, além de reduzir estigmas e conscientização do público.
A ideia é que através dessas medidas seja possível reduzir o número de mortes que hoje, somando todas as mortes de suicídio no mundo, resulta em um dado bastante preocupante: a cada 40 segundo uma pessoa se mata.
“Os transtornos mentais e consumo nocivo de álcool contribuem para mais casos em todo o mundo. A identificação precoce e eficaz é fundamental para conseguir que as pessoas recebam a atenção que necessitam”, diz a OMS. Com informações G1

Estamos morrendo aqui, clama sacerdote que ajuda refugiados iraquianos As altas temperaturas e epidemias prejudicam o acampamento de cristãos em Erbil






O padre Benham Benoka resolveu falar um pouco da situação que os cristãos sírios estão passando. Ele está com mais de 70.000 refugiados em Ankawa, em Erbil (Iraque), homens, mulheres e crianças que foram obrigados a deixarem suas residências pelos militantes do Estado Islâmico (EI).
“Estamos em uma grande dificuldade. Na realidade estamos morrendo aqui”, disse ele que gravou um vídeo divulgado pela Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) para mobilizar a população mundial a respeito do que está acontecendo no país.
Sem ter onde ficar esses cristãos estão enfrentando temperaturas de 45 graus na sombra, precisando de lugares refrigerados para suportar tanto calor sem ter problemas de saúde.
Segundo o padre sírio foi preciso instalar uma barraca no acampamento para que os doentes recebessem atendimento. Além de toda a situação de medo e escassez de alimento e água eles ainda enfrentam uma série de epidemias.
Benoka acredita que em outros acampamentos a situação está pior e que os voluntários, todos são padres da Diocese de Mosul, estão cooperando para atender os refugiados. “Cremos que este acampamento está melhor que os outros”.
Diante da situação, o religioso pede orações pois o caso é grave e muitas pessoas podem morrer. “Uma oração é muito importante para nós, para podermos fazer um serviço para todas as pessoas que estão em dificuldade. Nós aqui somos como a Cruz Vermelha. Estamos morrendo”.
O padre pediu também ajuda ao Papa Francisco ao escrever-lhe uma carta relatando os dias difíceis que os cristãos estão enfrentando diante das ameaças do EI. O líder da Igreja Católica entrou em contato com Benoka por telefone fazendo orações e pedindo para que ele persevere na missão de acolher os refugiados.
Na quinta-feira passada o Presidente do Conselho Pontifício da Pastoral para os emigrantes e itinerantes, Cardeal Antonio Maria Vegliò, fez um apelo aos países da Europa para que eles recebam alguns dos refugiados não apenas cristãos, mas também as outras minorias étnicas e religiosas. Com informações ACI Digital.


Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.